DESKTOP

Balé Teatro Guaíra comemora 50 anos com Mostra de Repertório e homenagem para O Grande Circo Místico

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Reinaldo Bessa

1 1 - Balé Teatro Guaíra comemora 50 anos com Mostra de Repertório e homenagem para O Grande Circo Místico
A primeira montagem de O Grande Circo Místico, em 1983. (Foto: arquivo)
1 1 - Balé Teatro Guaíra comemora 50 anos com Mostra de Repertório e homenagem para O Grande Circo Místico
1533755970Bale Carmem  Aurelio Vinicius1 - Balé Teatro Guaíra comemora 50 anos com Mostra de Repertório e homenagem para O Grande Circo Místico

Carmen, no Festival de Inverno de Bonito, 2018. (Foto: Aurelio Vinícius)

1533755970Bale Carmem  Aurelio Vinicius1 - Balé Teatro Guaíra comemora 50 anos com Mostra de Repertório e homenagem para O Grande Circo Místico

O Balé Teatro Guaíra prepara a comemoração de seus 50 anos de criação com uma programação especial. Em maio, ocorre a Mostra de Repertório no Guairão com os grandes sucessos da história do BTG, como “A Sagração da Primavera”, “Carmen” e “Segundo Sopro”. As três apresentações de “A Sagração da Primavera” serão acompanhadas da Orquestra Sinfônica do Paraná. Antes de cada apresentação será exibido um trecho de “O Grande Circo Místico”, criado por Edu Lobo e Chico Buarque na década de 1980 especialmente para a companhia e assistido por 200 mil pessoas. Depois, o BTG fará uma turnê pelo Paraná para comemorar a data. Estão no roteiro Ponta Grossa, Cascavel, Campo Mourão, Maringá, Foz do Iguaçu, Paranaguá e Guarapuava. Em todas essas cidades, a equipe técnica e os bailarinos do Teatro Guaíra farão oficinas para a população.

Criado em 1969, o Balé Teatro Guaíra é a terceira companhia de dança pública mais antiga do país. Em 50 anos de história, foram dançadas mais de 150 coreografias, com a passagem de grandes nomes da dança nacional, como Ana Botafogo e o português Carlos Trincheiras, coreógrafo de “O Grande Circo Místico”. A homenagem à coreografia, que estreou em 1983, terá a abertura do espetáculo, o dueto de Beatriz e a carreira, última cena da versão original. O espetáculo foi escolhido por ser o mais icônico da história da companhia paranaense e o que projetou o BTG nacional e internacionalmente – foram mais de 200 apresentações, uma delas lotou o Maracanãzinho, no Rio de Janeiro.

Veja Também

15 comentários em “Balé Teatro Guaíra comemora 50 anos com Mostra de Repertório e homenagem para O Grande Circo Místico”

  1. of course like your web site however you need to test the spelling on several of your posts. Many of them are rife with spelling problems and I in finding it very bothersome to tell the reality however I will certainly come back again.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X