DESKTOP

Cordilheira dos Andes mais próxima: Foz do Iguaçu passa a ter voos diretos e baratos para o Chile

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

jetsmart.reinaldobessa - Cordilheira dos Andes mais próxima: Foz do Iguaçu passa a ter voos diretos e baratos para o Chile
A operação da companhia aérea Jet Smart começou no último dia 3 com passagens mais baratas que as convencionais. (Foto:Divulgação)

Foz do Iguaçu é a mais nova opção para os paranaenses e demais brasileiros que querem conhecer o Chile. A cidade passou a ter voos diretos para Santiago. A operação da companhia aérea Jet Smart começou no último dia 3 com passagens mais baratas que as convencionais já que a empresa opera com o conceito low cost (baixo custo). São dois voos semanais, às quintas-feiras e aos domingos, com preço final a partir de R$ 299,00 por trecho, já incluindo as taxas. O primeiro voo de Santiago trouxe 146 passageiros a Foz, cerca de 80% da lotação da aeronave Airbus A320. Os voos têm duração de 2h20. Eles partem de Foz às 21h05 na quinta-feira e às 17h30 no domingo. Na capital chilena as decolagens são às 17h30 na quinta-feira e às 17h45 no domingo. “Nossa meta para esta década é transformar Foz do Iguaçu no destino número um de turistas estrangeiros no Brasil”, diz o secretário municipal do Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos da cidade, Gilmar Piolla.

De Foz do Iguaçu já saem voos diários para Lima, no Peru, operados pela Latam. Em dezembro, começou a operação da companhia boliviana Amaszonas, ligando a cidade paranaense a Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, com conexões para outros destinos nos países andinos, como Cuzco (Peru), Iquique (Chile) e La Paz e Uyuni, também na Bolívia. Ainda para este ano estão previstas novas rotas internacionais para Assunção (Paraguai), Montevidéu (Uruguai) e para a Cidade do Panamá. A expansão da pista do Aeroporto Internacional das Cataratas em mais 600 metros, que está em licitação e deve iniciar até o Carnaval, abre a possibilidade ainda de voos diretos para os Estados Unidos e para a Europa, segundo o governo do Estado.

A operação da companhia aérea chilena Jet Smart se soma a outras conquistas na aviação paranaense no último ano, consolidando o Paraná como uma das maiores malhas aéreas do país. O programa Voe Paraná, lançado pelo Governo do Estado em 2019, retomou a aviação regional no estado, com rotas operadas pela Gol ligando Curitiba a dez cidades do interior. O aeroporto de Guarapuava foi reinaugurado e passou a receber um voo comercial semanal da Azul. A Latam também anunciou a abertura de 71 novos voos semanais no estado. A companhia aérea Voepass (antiga Passaredo) também inicia nesta semana uma rota ligando Ponta Grossa ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X