DESKTOP

Auto da Compadecida tem montagem para o Festival de Curitiba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

autodacompadecida 1024x683 - Auto da Compadecida tem montagem para o Festival de Curitiba
Montagem marca a primeira parceria entre o Grupo Maria Cutia e o diretor Gabriel Vilella. (Foto: Divulgação)

Um dos maiores sucessos da dramaturgia brasileira, a peça Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna, faz parte da Mostra do Festival de Curitiba. A montagem do grupo mineiro Maria Cutia conta com concepção e direção do renomado diretor Gabriel Vilella.

O espetáculo, que celebra a primeira parceria do grupo com o diretor, terá duas apresentações no Teatro da Reitoria: a primeira no dia 28 de março, às 21h e a segunda no dia 29 de março, às 19h.

O Auto da Compadecida, que já teve uma versão da sua história contada nos cinemas em 2000, apresenta as aventuras de João Grilo e Chicó, que começam com o enterrro e o testamento do cachorro do padeiro e de sua mulher e acabam em uma epopéia milagrosa no sertão, envolvendo o clero, o cangaço, Jesus, Maria e o Diabo. Na peça, Suassuna faz uma abordagem mítica brasileira do herói sem caráter, com suas vicissitudes morais.

Sobre o grupo Maria Cutia que se apresenta no Festival de Teatro

O Grupo Maria Cutia de Teatro foi criado em 2006, em Belo Horizonte e desde então apresenta seus espetáculos em ruas, praças e parques. Nos últimos anos, a companhia aventurou-se em produções criadas para palcos e adaptou suas obras de rua para teatros fechados.

Leia também:

Em seus 13 anos de história, o grupo já se apresentou em seis países e 19 estados nacionais, totalizando mais de 150 cidades brasileiras e um público superior a 400 mil espectadores.

Com frentes de pesquisa artística, o Maria Cutia trabalha com o diálogo entre música e teatro. Em todos os seus espetáculos, a trilha é executada ao vivo pelos atores, em uma pesquisa que alia dramaturgia e canção.

Ficha técnica Auto da Compadecida:

Elenco: Leonardo Rocha – João Grilo Hugo da Silva – Chicó e
Severino do Aracaju Mariana Arruda | Jimena Castiglioni – Mulher do
Padeiro e Nossa Senhora Compadecida Dê Jota Torres – Palhaço,
Padeiro e Manuel (Nosso Senhor Jesus Cristo) Thiago Queiroz–
Sacristão Marcelo Veronez – Padre João e 
O Diabo Polyana Horta – Antônio Morais e O Bispo.

Direção: Gabriel Villela.

Assistente de direção: Lydia Del Picchia.

Preparação vocal: Babaya.

Direção musical: Babaya, Fernando Muzzi e Hugo da Silva.

Cenário e figurino: Gabriel Villela.

Assistente de figurino: José Rosa.

Coordenação do ateliê gabriel villela: José Rosa.

Pintura de arte: Rai Bento.

Iluminação: Richard Zaira e Pedro Paulino (CiaTecno).

Consultoria de sonorização: Vinícius Alves.

Fotografia: Tati Motta.

Produção: Luisa Monteiro – Grupo Maria Cutia.

SERVIÇO:



Auto da Compadecida no 29.º Festival de Curitiba

Quando: dia 28 de março, às 21h, e 29 de março, às 19h.

Onde: Teatro da Reitoria (Rua XV de Novembro, 1299 – Centro).

Valores:  R$ 80,00 (inteira).

Ingressos: www.festivaldecuritiba.com.br [2], pelo aplicativo
“Festival de Curitiba 2020”, e nas bilheterias físicas do
ParkShoppingBarigui (Piso térreo próximo à praça de eventos), de
segunda a sexta-feira, das 11h às 23h; sábado das 10h às 22h e
domingos das 14h às 20h; e no Shopping Mueller (piso L3), de
segunda-feira a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 14h
às 20h.

Classificação: 12 anos.

Duração: 90´

* Espetáculo conta com intérprete de Libras

Veja Também

1 comentário em “Auto da Compadecida tem montagem para o Festival de Curitiba”

  1. Pingback: Curitiba abre a turnê nacional de musical sobre Tina Turner - Reinaldo Bessa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X