DESKTOP

Com ampliação da fábrica, Ponta Grossa se torna terceira maior operação da Heineken no Brasil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Foto Divulgacao2 1 1024x583 - Com ampliação da fábrica, Ponta Grossa se torna terceira maior operação da Heineken no Brasil
A cervejaria do Grupo Heineken em Ponta Grossa, que será ampliada.  (Foto: Divulgação)

O Grupo Heineken no Brasil, segunda maior cervejaria do país, anunciou nesta quarta-feira (11) investimento de R$ 865 milhões em sua fábrica de Ponta Grossa, nos Campos Gerais. O anúncio faz parte da estratégia do grupo de ampliar a produção de cervejas premium, principalmente da marca Heineken. Com o aporte, que será realizado entre 2020 e 2021, a capacidade de produção da cervejaria será ampliada em 75%, fazendo de Ponta Grossa a terceira maior operação da Heineken no Brasil. O evento contou com a presença do presidente do grupo, Maurício Giamellaro, do governador Ratinho Jr. e do prefeito da cidade, Marcelo Rangel.

Atualmente, mais de um terço do segmento premium brasileiro é representado pela marca Heineken, o que tornou o país o maior mercado consumidor da cerveja no mundo no ano passado. Segundo Maurício Giamellaro, este movimento reforça o compromisso de longo prazo da companhia com o mercado brasileiro. “Nós acreditamos no potencial de crescimento do Grupo Heineken, o que se confirma pelos ótimos resultados da companhia no país nos últimos anos, e nossos investimentos são proporcionais à essa confiança”, disse o executivo.

Foto Divulgacao1 1024x682 - Com ampliação da fábrica, Ponta Grossa se torna terceira maior operação da Heineken no Brasil
O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (à esq.), o CEO do Grupo Heineken no Brasil, Maurício Giamellaro (ao centro), e o governador Ratinho Jr. durante o anúncio do investimento. (Foto: Israel Kae)

O investimento na fábrica de Ponta Grossa também visa a expansão de capacidade na categoria de cervejas mainstream (segmento médio de mercado), revolucionada pelo Grupo Heineken a partir da inserção de marcas puro malte como Amstel e Devassa. Além disso, o aporte viabilizará a produção da Heineken 0.0%, uma importante inovação que reforça o compromisso da companhia com o consumo responsável de bebidas alcoólicas. A cervejaria de Ponta Grossa será a primeira a produzir esse novo produto no país, que chega ao mercado ainda neste primeiro semestre.

Fundada há 25 anos, a cervejaria recebeu grandes investimentos nos últimos anos. Localizada em um entroncamento rodoviário, Ponta Grossa favorece o escoamento da produção para mercados-chave como as regiões Sul e Sudeste, relevantes para o segmento premium. Com o aporte, serão gerados 600 novos empregos, entre diretos e indiretos. As obras têm previsão de conclusão para 2021 e o aumento de capacidade acontecerá gradualmente, com parte do novo volume sendo produzido ainda em 2020.

Em discurso na cerimônia de anúncio da expansão da cervejaria, o governador Ratinho Jr. disse que a decisão do Grupo Heineken é fruto do esforço do governo de buscar, no Brasil e no mundo, investimentos que tragam emprego e renda para os paranaenses. “O nosso governo busca construir um ambiente propício ao desenvolvimento de novos negócios. Somos parceiros de quem quer investir”, afirmou o governador. O empreendimento tem o apoio do Programa Paraná Competitivo, do governo do estado.

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X