DESKTOP

Confecção de Curitiba faz vaquinha virtual para fabricar máscaras para hospitais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

O primeiro lote terá duas mil máscaras e ficará pronto nesta quarta-feira (8). (Foto: Divulgação)

Vendo suas costureiras paradas, o empresário Gabriel Krieger, dono de uma confecção de roupas da linha sport wear em Curitiba, e sua mãe, Lina Krieger, resolveram criar uma vaquinha online com a ajuda de familiares para comprar matéria-prima para a produção de máscaras cirúrgicas para doação. A meta inicial, de R$ 15 mil, já foi alcançada. O primeiro lote, com duas mil máscaras cirúrgicas de TNT, fica pronto nesta quarta-feira (8) e inicialmente será direcionado aos hospitais Pequeno Príncipe e das Clínicas e para o Projeto Luz, que ajuda pessoas em situação de rua.

“Decidimos fazer as máscaras cirúrgicas para ajudar as pessoas que circulam pelo hospital porque têm consultas ou outros motivos e pessoas em situação de vulnerabilidade social. Com as doações (vaquinha), conseguimos pagar a mão de obra das nossas colaboradoras e o material utilizado. Assim, garantimos a renda das costureiras”, afirma Gabriel. Quem quiser colaborar pode acessar o site Vakinha – Máscaras para doação covid 19.

LEIA TAMBÉM:

As doações permitem pagar a mão de obra das funcionárias e o material utilizado. (Foto: Divulgação)

Veja Também

2 comentários em “Confecção de Curitiba faz vaquinha virtual para fabricar máscaras para hospitais”

  1. Pingback: Para a maioria dos brasileiros, Bolsonaro está mais preocupado com a economia, diz Paraná Pesquisas - Reinaldo Bessa

  2. Pingback: Começa nesta 5ª nova etapa da vacinação contra a gripe para idosos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X