DESKTOP

Em carta a Greca, ACP volta a pedir reabertura do comércio; prefeito diz que entidade desconhece legislação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Reinaldo Bessa

Sem título 1 - Em carta a Greca, ACP volta a pedir reabertura do comércio; prefeito diz que entidade desconhece legislação
Os presidentes da Associação Comercial do Paraná, Camilo Turmina (à dir.), e do Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares (SindAbrabar), Fabio Aguayo, que assinam a carta endereçada ao prefeito Rafael Greca. (Foto: Divulgação)

Dois dias (úteis) depois de voltar atrás na recomendação para que os comerciantes reabrissem suas lojas, a Associação Comercial do Paraná voltou à carga nesta terça-feira (14). Em carta ao prefeito de Curitiba, Rafael Greca, o presidente da ACP, Camilo Turmina, diz que em pesquisa feita pela Datacenso para a entidade os associados indicam, em sua grande maioria, a necessidade de abertura do comércio de rua como forma de evitar a demissão em massa e a falência de seus negócios. Em razão disso, prossegue, a Associação Comercial volta a recomendar a abertura do comércio “com base nos depoimentos do Governo Municipal que indicava que não havia vedado a abertura do mesmo”.

Turmina diz ainda na carta – também assinada pelo presidente do Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares, Fabio Aguayo – que a recomendação anterior de abertura do comércio vinha acompanhada de uma série de orientações sanitárias para preservar empresários, funcionários e clientes e em horários escalonáveis para evitar aglomerações no transporte público. Ele destaca que desistiu da orientação aos comerciantes quando foi alertado pelo Ministério Público Estadual, que se manifestou contra a reabertura das lojas e sinalizou com uma possível ação criminal contra o presidente da ACP alegando que a volta das atividades contrariaria decretos municipal e estadual. Leia a íntegra da carta.

Prefeitura responde

Por volta das 20h, a Secretaria Municipal de Comunicação Social enviou ao portal a seguinte resposta à carta da Associação Comercial do Paraná e do Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares (SindAbrabar):

“Ciente de todos os impactos causados pelo novo coronavírus e de todas as suas responsabilidades relacionadas à pandemia, a Prefeitura de Curitiba mantém diálogo aberto e permanente com a sociedade civil com o objetivo de encontrar as melhores soluções para um problema que assola o mundo inteiro. A prefeitura reforça que vem monitorando diariamente a evolução da covid-19 na cidade e analisa de maneira permanente medidas que possam ser tomadas, revistas ou adaptadas no melhor interesse da coletividade curitibana. A carta, no entanto, demonstra que os signatários desconhecem o conteúdo da legislação municipal criada em decorrência da pandemia, bem como o alcance das relações institucionais entre Ministério Público e administração municipal. O prefeito Rafael Greca determinou que a carta seja examinada pelo Comitê de Técnica e Ética Médica e submetida a parecer da Sociedade Brasileira de Infectologia e da Procuradoria Geral do Município”.

LEIA TAMBÉM:

Veja Também

1 comentário em “Em carta a Greca, ACP volta a pedir reabertura do comércio; prefeito diz que entidade desconhece legislação”

  1. Olá Reinaldo Bessa.
    Primeiro que ACP é uma associação comercial de Curitiba e não do Paraná… Só fala por seus sócios em Curitiba.
    Isto é importante pois gera tremenda confusão no estado…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X