DESKTOP

Secretaria da Saúde envia mais 530 mil EPI’s a todas as regiões do estado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

image00001 1024x683 - Secretaria da Saúde envia mais 530 mil EPI’s a todas as regiões do estado
Os materiais incluem máscaras, luvas, tocas, aventais, óculos de proteção e álcool em gel. (Foto: Divulgação/AEN)

A Secretaria da Saúde do estado está enviando mais 530 mil equipamentos de proteção individual (EPI’s) para as 22 Regionais de Saúde do Paraná. Os materiais, que começaram a ser despachados nesta segunda-feira (13), incluem máscaras, luvas, tocas, aventais, óculos de proteção e álcool em gel. Segundo o secretário da Saúde, Beto Preto, esta é a segunda remessa seguida, em caráter emergencial, adquirida pela Sesa e enviada às regionais para abastecer os municípios no atendimento à pandemia do novo coronavírus. “Nossa preocupação neste momento é dar segurança aos nossos profissionais de saúde que estão na linha de frente e também à população, que posteriormente será atendida por estes profissionais, evitando que sejam infectados”.

Além dos EPI’s, a secretaria também enviou respiradores, móveis e equipamentos para hospitais de Guarapuava, Umuarama e Campo Mourão, além dos hospitais universitários de Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Cascavel. O governo do estado adquiriu recentemente 50 ventiladores, 50 desfibriladores e 60 monitores multiparamétricos para hospitais que passam a disponibilizar leitos exclusivos para o atendimento da Covid-19. Os equipamentos fazem parte da estratégia de ampliação de leitos anunciada no final de março pelo governador Ratinho Jr. e pelo secretário Beto Preto. A previsão inicial era de mais 317 leitos de UTI adultos e 731 de enfermaria.

LEIA TAMBÉM:

Atualmente, já são 425 leitos de UTI adulto e 1.110 de enfermaria disponíveis para atendimento exclusivo de pacientes suspeitos ou confirmados com coronavírus. Essas ativações significam estruturas completamente novas ou o uso, por parte do estado, de leitos já existentes em hospitais públicos, privados e filantrópicos. Todas as regiões do Paraná foram contempladas, podendo chegar, se necessário, a até 1.061 leitos de UTI adulto e 2.586 leitos de enfermaria.

O governo também está antecipando as obras dos hospitais regionais de Guarapuava e Ivaiporã, que seriam finalizadas em dezembro. O Hospital Regional de Telêmaco Borba, nos Campos Gerais, já está concluído e começa a funcionar nos próximos dias. Com as três unidades, serão 82 leitos adicionais de UTI e 250 de enfermaria disponíveis à população. “Nossa estratégia é colocar para rodar aquilo que estava parado, como é o caso do hospital de Telêmaco Borba, e antecipar as obras de Guarapuava e Ivaiporã. São leitos adicionais que vão nos auxiliar neste momento da pandemia”, ressaltou o secretário Beto Preto.

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.