DESKTOP

Vendedor de flores do Batel agita redes sociais com vídeos para espantar baixo-astral

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Reinaldo Bessa

flores 3 - Vendedor de flores do Batel agita redes sociais com vídeos para espantar baixo-astral
Para não ser esquecido pelos clientes, o empresário vem postando vídeos inspirados nas redes sociais da floricultura, produzidos com a colaboração de funcionários. (Foto: Reprodução do vídeo)

Mauro Tessler é conhecido nos quadriláteros do Batel, por onde circula diariamente, pelas flores que costuma carregar pra lá e pra cá. Dono da floricultura Gazebo, instalada há 36 anos em um charmoso ponto da Rua Coronel Dulcídio quase esquina com a Alameda Dom Pedro II, ele decidiu fechar a loja até que a curva da Covid-19 comece a regredir. Não está atendendo nem mesmo por delivery e nem está fazendo home office por não ter como levar as flores para casa.

Mas para não ser esquecido pelos clientes, ele vem postando vídeos inspirados nas redes sociais da floricultura, produzidos com a colaboração de sua mulher, Miriam Kitover. “É uma forma de quebrar um pouco esse baixo-astral das pessoas”, diz Tessler, um dos comerciantes mais populares do bairro. Ele pretende reabrir a loja no dia 2 de maio, já de olho em uma das principais datas para seu ramo, o Dia das Mães. Assista o vídeo.

LEIA TAMBÉM:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X