DESKTOP

Morre o músico e dono de bar Tatára, figura ícone da boemia curitibana

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Reinaldo Bessa

47167 1 - Morre o músico e dono de bar Tatára, figura ícone da boemia curitibana
Morre em Curitiba o compositor, poeta, pintor e escultor João Gilberto Tatára. (Foto: Reprodução Internet)

Morreu hoje (21) em Curitiba o compositor, poeta, pintor e escultor João Gilberto Tatára, aos 73 anos. Ele estava internado, recuperando-se uma cirurgia para tratamento de um câncer na bexiga. Tatára comandava há mais de 30 anos o Bardo do Tatára, na Água Verde, reduto cult da capital, de música ao vivo, onde chamava a atenção a decoração com obras de arte de sua autoria e poesias. “Foi-se o Tatára. R.I.P. e obrigado…Estamos rareando os malucos beleza…”, postou um amigo do artista no Facebook.

Paulo Zanatta, domo do bar Don Max e amigo de Tatára, disse ao portal que ele foi um mestre e incentivador da música autoral curitibana. “Ele botava todo mundo pra cantar toda segunda-feira”, diz. Ultimamente o bar estava fechado por causa da Covid-19, mas promovia lives com os artistas locais. Segundo Zanatta, Tatára compôs muita coisa boa, que só não fez sucesso porque não caiu nas mãos certas.

LEIA TAMBÉM:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X