DESKTOP

Frente Nacional de Prefeitos propõe protocolo de flexibilização ao Ministério da Saúde

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

00297212 - Frente Nacional de Prefeitos propõe protocolo de flexibilização ao Ministério da Saúde
A secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, a procuradora-geral do Município, Vanessa Volpi e o presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Clóvis Arns, em uma reunião por videoconferência da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP). (Foto: Divulgação/Giovana Tosta-SMCS)

A secretária da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, e a procuradora-geral do município, Vanessa Volpi, participaram nesta quinta-feira (23) de uma reunião por videoconferência da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) que teve por objetivo propor ao governo federal a criação de um Protocolo de Orientação Nacional para Flexibilização do Isolamento Social. A reunião contou com a participação prefeitos e representantes de 13 capitais.

O documento deverá ser enviado nesta sexta-feira (24) ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Saúde, Nelson Teich. O objetivo do protocolo é ser um conjunto de regras para auxiliar prefeitos e governadores a estabelecer regras específicas para municípios e estados, considerando o cenário da pandemia em cada localidade. As medidas serão baseadas em estudos científicos, nacionais e internacionais e nas experiências de outros países que também estão enfrentando a Covid-19.

LEIA TAMBÉM:

Segundo o presidente da FNP, Jonas Donizette, prefeito de Campinas (SP), as medidas de isolamento social adotadas a partir de março não podem ser afrouxadas de forma indiscriminada. “Por isso, vamos reunir no documento uma série de requisitos que as cidades precisam estar em dia para poder flexibilizar setores e serviços importantes”, justificou ele. Parceiro da prefeitura de Curitiba nas orientações para decisões de enfrentamento ao novo coronavírus, o presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Clóvis Arns, também acompanhou a videoconferência.

A reunião à distância da FNP teve a participação dos prefeitos Hildon Chaves (Porto Velho/RO), Firmino Filho (Teresina/PI), Edvaldo Nogueira (Aracaju/SE), Clécio Luís (Macapá/AP), Gean Loureiro (Florianópolis/SC), Luciano Rezende (Vitória/ES) e Álvaro Dias (Natal/RN) e foi acompanhada por Eliana Pasini, secretária de Saúde de Porto Velho; Edjane Maria Torreão Brito, secretária adjunta da Saúde da cidade de São Paulo; Willames Freire, presidente do Conselho Nacional de Secretários Municipais da Saúde; Mauro Junqueira, secretário-executivo do Conselho; Manoel de Moura Neto, secretário de Saúde de Teresina; Hildevânio Macedo, secretário de Articulação Política de João Pessoa; Daniel Borini, secretário de Saúde de Palmas (TO); Oteniel Almeida, secretário de Saúde de Rio Branco (AC); Carlos Alberto Justo da Silva Paraná, secretário de Saúde de Florianópolis, e Catia Lisboa, secretária de Saúde de Vitória (ES).

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.