DESKTOP

Cães farejadores do Bope do Paraná se aposentam com direito à galeria de heróis

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

cão 1 1 1024x683 - Cães farejadores do Bope do Paraná se aposentam com direito à galeria de heróis
Os cães Lótus, Kira e Loba viveram uma grande história na Companhia de Operações com Cães do Bope. (Foto: Divulgação/Soldado Adilson Voinaski Afonso)

Os cães Lótus, Kira e Loba, das raças Pastor Belga Malionis e Pastor Alemão, que serviram à Companhia de Operações com Cães do Batalhão de Operações Especiais, o Bope, da Polícia Militar do Paraná, estão se aposentando após nove anos de trabalho. Os três encerraram o período de serviço e agora serão adotados pelos policiais militares com quem trabalharam. Juntos, os três cães auxiliaram na apreensão de mais de 2 toneladas de drogas ao longo da carreira e representaram a corporação em grandes operações estaduais e nacionais. Especialistas em detecção de drogas, eles foram treinados desde filhotes para a missão.

O comandante da Companhia de Operações com Cães, capitão Gustavo Dalledone Zancan, diz que depois de anos de operações e ações nas ruas chegou a hora do merecido descanso para o trio. A Companhia organizou uma pequena cerimônia de despedida e inaugurou uma galeria de heróis caninos da corporação, tendo como primeiros homenageados os três cachorros. “Agora eles vão para lugares com espaço, terão um afago das famílias que os adotaram. Isso não significa que não possam voltar ao quartel, mas agora o compromisso deles é com o descanso e poder aproveitar os últimos anos de vida”, disse Zancan.

LEIA TAMBÉM:

A trajetória de Loba na PM começou em 2010. Desde pequena, a cadela já demonstrava talento para farejar drogas. Ela é mãe de dos cães Flecha e Zica, que possuem as mesmas habilidades. Loba participou de cursos e seminários, sendo o primeiro cão formado no Bope no 1º Curso de Cinotecnia (técnica de treinamento de cães militares) da unidade, em 2016. “Foi muito gratificante participar da formação da Loba porque é uma cadela muito dócil e muito boa de trabalho, então ao longo desse período conseguimos êxito em localizar bastante entorpecente em apoio a instituições como a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e a própria Polícia Militar”, destacou o cabo Marcos Aurélio de Souza, que foi o treinador da cadela. Kira e Lótus também nasceram em 2010 e são irmãos. O alto desempenho dos cães contemplou o cabo Marcos Sousa e Kira para atuarem pela Força Nacional em 2012 na Operação Enafron Brasil, na fronteira entre Ponta Porã (MS) e Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

cão 3 2 1024x683 - Cães farejadores do Bope do Paraná se aposentam com direito à galeria de heróis
A trajetória de Loba na PM começou em 2010. Desde pequena, a cadela já demonstrava talento para farejar drogas. (Foto: Divulgação/Soldado Adilson Voinaski Afonso)

Várias apreensões de drogas ocorreram graças ao trabalho de Kira, que renderam posteriormente um elogio individual do Comando da Força Nacional à equipe do Canil do Bope. “Agora ela terá um merecido descanso, cumpriu uma missão muito nobre enquanto atuava na Companhia. Ela fez história”, destacou o soldado Charles Robert de Almeida, atual condutor de Kira e que a adotou.

caes5 1024x683 - Cães farejadores do Bope do Paraná se aposentam com direito à galeria de heróis
Várias apreensões de drogas ocorreram graças ao trabalho de Kira. (Foto: Divulgação/Soldado Adilson Voinaski Afonso)

Lótus acompanhou o soldado Alexandre Alves de Souza em diversas operações policiais e foi o cão responsável por participar da formação de novos policiais militares cinotécnicos. Atualmente, Lótus é o cão de faro da Polícia Militar do Paraná com mais apreensões em todo o estado. Somente em uma ocorrência, ele localizou uma carga de 600 quilos de maconha. A ação dos cães policiais causa temor aos traficantes que fazem venda de drogas. Segundo o soldado Alves, as características físicas dos animais superam a criatividade dos criminosos em esconder as drogas. “Os cães conseguem encontrar as drogas e resolvem situações impossíveis para o ser humano com o faro dele”, explica o PM.

cão4 - Cães farejadores do Bope do Paraná se aposentam com direito à galeria de heróis
A Companhia organizou uma pequena cerimônia de despedida e inaugurou uma galeria de heróis caninos da corporação. (Foto: Divulgação/Soldado Adilson Voinaski Afonso)

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X