DESKTOP

Médicos da prefeitura telefonam para pacientes idosos e dão orientações

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

00297956 1 - Médicos da prefeitura telefonam para pacientes idosos e dão orientações
A médica Priscila Nishikawa, coordenadora do Serviço de teleassistência aos pacientes idosos do ICS. (Foto: Luiz Costa/SMCS)

Médicos e outros profissionais do Instituto Curitiba de Saúde (ICS), o plano de saúde dos servidores e seus dependentes, estão entrando em contato, por telefone, com os funcionários públicos municipais, seus dependentes, aposentados e pensionistas da prefeitura. Mais de 1,4 mil pessoas já foram contatadas desde o início do serviço de teleassistência, há um mês. Nas ligações, os médicos e funcionários do ICS perguntam como os atendidos pelo plano estão se sentindo e alertam sobre os cuidados que todos devem ter para se prevenir do novo coronavírus.

00297959 1 - Médicos da prefeitura telefonam para pacientes idosos e dão orientações
Médicos e outros profissionais estão ligando para pacientes idosos para orientá-los. (Foto: Luiz Costa/SMCS)

Beneficiários com 80 anos ou mais foram os primeiros a receber as ligações. Em seguida, os que têm de 75 a 79 anos. Neste momento estão recebendo as ligações aqueles que têm de 70 a 74 anos. A meta do ICS é entrar em contato com todos os que têm 60 anos ou mais, um total de 19,3 mil pessoas. Durante a conversa, ou autores da ligação também falam sobre alimentação, atividade física e abordam aspectos relacionados à saúde mental. Quando é necessária a receita de algum medicamento, ele pode ser prescrito pelo médico e enviado por e-mail. Outra possibilidade é disponibilizar a receita para que alguém da família do servidor possa retirá-la na recepção do ICS.

00297958 1 - Médicos da prefeitura telefonam para pacientes idosos e dão orientações
Serviço de tele assistência aos pacientes idosos do ICS. (Foto: Luiz Costa/SMCS)

LEIA TAMBÉM:

“Destacamos a importância do isolamento domiciliar dos idosos neste momento. Eles representam o principal grupo de risco da pandemia do novo coronavírus. Com base nas informações dos prontuários, também conversamos com eles para que aqueles que são portadores de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes por exemplo, não interrompam seus tratamentos”, diz a médica Priscila Nishikawa, que coordena a supervisão médica do ICS e o serviço de teleassistência destinado aos idosos.

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X