DESKTOP

Mercado Central da Praça Rui Barbosa reabre com restrições

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

00220772 - Mercado Central da Praça Rui Barbosa reabre com restrições
O Mercado Central, na Praça Rui Barbosa, que reabriu nesta terça-feira. (Foto: Luiz Costa/SMCS)

O prefeito Rafael Greca autorizou nesta terça-feira (12) a reabertura do Mercado Central, que fica na Praça Rui Barbosa, com restrições e cuidados para evitar o contágio pelo novo coronavírus. O horário de atendimento ao público será das 9h às 17h e todos deverão usar máscaras e respeitar o distanciamento social. Para evitar aglomerações, o acesso do público será pelo portão da Rua Pedro Ivo, com controle de entrada e saída. Serão permitidas 200 pessoas entre clientes de Box, Armazém Popular e Sacolão. O distanciamento mínimo de 1,5 metro deverá ser respeitado no ambiente interno do mercado ou em eventuais filas na área externa.

As mesas da praça de alimentação serão parcialmente liberadas para utilização desde que respeitadas algumas condições: distanciamento mínimo de 1,5 metro, utilização de álcool em gel e lavagem das mãos com água e sabão de forma constante; os autorizatários (particulares que atuam no local) deverão obrigatoriamente usar máscaras e manter uma distância mínima entre si e seus clientes; serão autorizadas mesas de forma a manter o distanciamento de 2 metros entre elas, bem como no máximo duas cadeiras por mesa; as mesas somente poderão ser utilizadas pelos clientes quando higienizadas; para tanto, cada mesa livre deverá ter uma placa informando sobre a higienização ou não; os utensílios de alimentos devem ser colocados à mesa somente na hora da refeição, os cardápios e galheteiros devem ser frequentemente higienizados com álcool 70% líquido. Outras recomendações para a praça de alimentação serão encaminhadas a cada um dos lojistas.

LEIA TAMBÉM:

Para não se valer do limite de 200 permissões de entrada no local os autorizatários deverão portar obrigatoriamente crachá com identificação, do contrário terão que entrar na cota das 200 pessoas, sem exceção. Eles também terão que obedecer ao regime de escala e rodízio implantado pela Urbs a fim de proporcionar o atendimento ao público e evitar aglomeração, ou seja, somente serão autorizados 50% do comércio por dia de funcionamento.

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X