DESKTOP

Bares e academias lideram pedidos por fiscalização feitos à Central 156 da prefeitura de Curitiba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

ran 1 1 - Bares e academias lideram pedidos por fiscalização feitos à Central 156 da prefeitura de Curitiba
ran 2 1 - Bares e academias lideram pedidos por fiscalização feitos à Central 156 da prefeitura de Curitiba
(Fotos: Divulgação/Prefeitura de Curitiba)

Bares e academias lideram a lista de pedidos de fiscalização feitos pela população de Curitiba à Central 156 da prefeitura nos últimos dois meses por promoverem aglomerações. Segundo a prefeitura, foram 425 registros relacionados a bares, feitos entre 17 de abril e 7 de junho, correspondendo a 24,11% do total das solicitações em estabelecimentos no período. Considerando as solicitações por fiscalização que superam 100 registros feitas ao 156, as academias aparecem em segundo lugar, com 207 pedidos (11,74%), seguidas pelos restaurantes (147/8,34%) e centros esportivos (106/6,01%).

“O 156 é um canal de suporte aos curitibanos. É importante que a população se mantenha consciente e informada e siga as determinações da prefeitura e da Secretaria Municipal da Saúde para evitar que o quadro da pandemia se agrave”, diz o coordenador da Central 156, Ozires de Oliveira. De 1º a 31 de maio, foram 2.290 solicitações por informações relacionadas à pandemia via telefone ou pelos canais de atendimento do portal. As demandas desta natureza feitas via telefone ou pelos canais de atendimento do portal representaram 0,80% do total do mês, tendo as dúvidas sobre o coronavírus ficado em quarto lugar na lista de busca por informações (atrás de horário e itinerário de ônibus e saldo de cartão transporte) entre as cinco mais demandadas no período.

LEIA TAMBÉM:

Em todo o mês, houve 285 mil solicitações por informações sobre os mais diversos assuntos. No que diz respeito a pedidos por serviços relacionados ao novo coronavírus, a Central 156 de Atendimento ao Cidadão registrou em maio 2.064 (5,37%) deste tipo de demanda ficando em quinto lugar na lista dos cinco serviços mais solicitados. No mês anterior, o tema novo coronavírus representou 3,4 mil solicitações, tendo figurado em segundo lugar nas demandas do período. Entre os dias 1º e 30 de abril, questões pontuais relacionadas ao novo coronavírus lideraram os pedidos por informações feitos à Central 156, do portal, com 4,7 mil registros (9,4% do total).

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X