DESKTOP

Profissionais da saúde terão prioridade no embarque em ônibus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Monique Benoski

00300742 1 692x1024 - Profissionais da saúde terão prioridade no embarque em ônibus
Profissionais da saúde de Curitiba terão prioridade no embarque em ônibus da capital. (Foto: Divulgação)

A partir da próxima segunda-feira (22), profissionais da saúde de Curitiba terão prioridade no embarque em ônibus, a pedido da rede de hospitais da capital. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Urbanização de Curitiba (Urbs) tomaram essa iniciativa porque as frotas estão rodando com no máximo 50% da lotação máxima e, consequentemente, o tempo de espera dos passageiros é maior. Os expressos articulados e biarticulados estão saindo dos terminais com 30% de ocupação.

De acordo com o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, a medida valerá para todos que atuam diretamente na área da saúde e também atendentes, profissionais de limpeza e de apoio, pois são os responsáveis por cuidar de nossas vidas e o trabalho deles não pode esperar.

Funcionamento

Para acessar os ônibus com prioridade, os profissionais precisarão se identificar comprovando que trabalham em hospitais. Nos terminais, a verificação será feita por fiscais, já em estações-tubo, por exemplo, é possível fazer a identificação para motoristas ou cobradores. Para outros funcionários, o recomendado é que sejam feitos crachás ou documentos que também comprovem e identifiquem o hospital em que trabalham. A iniciativa é para prioridade de embarque e contempla a isenção da tarifa.

LEIA TAMBÉM:

De acordo com dados da Urbs, dos 270 mil passageiros que usam o transporte coletivo, 9,5 mil são do setor da saúde. Serão colocados cartazes nos ônibus, estações-tubo e terminais para reforçar a recomendação e incentivar a população a colaborar. A secretária municipal de saúde, Marcia Huçulak, reforça que a prioridade para esses profissionais é essencial neste momento de enfrentamento da pandemia.

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X