DESKTOP

“Não seja Jaguara”, diz campanha das empresas de ônibus de Curitiba a comerciantes da cidade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

WhatsApp Image 2020 06 25 at 12.18.02 854x1024 - “Não seja Jaguara”, diz campanha das empresas de ônibus de Curitiba a comerciantes da cidade
Campanha das empresas de ônibus de Curitiba. (Foto: Divulgação)

Uma campanha das empresas de ônibus de Curitiba nas redes sociais (Instagram e Facebook) está colocando mais lenha na fogueira com os comerciantes da cidade. A iniciativa veio depois que a Associação Comercial do Paraná acusou as empresas de não controlar a superlotação em seus ônibus e de contribuir para a disseminação da Covid-19, o que provocou uma nota de repúdio dos empresários do transporte coletivo. Em carta envida ao Ministério Público do Paraná na última segunda-feira (22), o presidente da ACP, Camilo Turmina, cobra providências em relação ao assunto.

Acompanhado de uma imagem do que seria um Jaguara (pessoa de mau caráter, patife), o texto diz: “Alguns comerciantes não estão respeitando as regras estabelecidas pela Prefeitura de Curitiba, prejudicando seu próprio negócio, seus colaboradores e outros comércios, que estão cumprindo as medidas para conter o avanço da Covid-19. Só abra as portas nos horários estabelecidos e siga as recomendações da Prefeitura de Curitiba; Seja flexível com seus colaboradores para que eles possam ir e vir em horários alternativos, evitando assim aglomerações no transporte público, principalmente nos horários de pico. Pense no coletivo e não seja jaguara! #pensenocoletivo #naosejajaguara #comercio #covid19 #coronavirus #curitiba #transportecoletivo #alertalaranja”.

LEIA TAMBÉM:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X