DESKTOP

Na contramão da pandemia, novo Ile de France começa a virar realidade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Reinaldo Bessa

WhatsApp Image 2020 06 29 at 15.51.19 1024x576 - Na contramão da pandemia, novo Ile de France começa a virar realidade
O restaurante Ile de France se prepara para a mudança de endereço e totalmente revitalizado. (Foto: Divulgação)

Na contramão da pandemia, em que alguns negócios do segmento enfrentam grandes dificuldades, o restaurante Ile de France se prepara para a mudança de endereço, e totalmente revitalizado. O tradicional bistrô francês de Curitiba, fundado em 1953, que está recebendo aporte financeiro de um grupo de investidores locais, todos clientes da casa – que preferem se manter anônimos –, já tem um escritório de arquitetura contratado para desenhar o projeto de revitalização, o que inclui a mudança para a Avenida do Batel, 1550, num edifício mixed-use da Cyrela. Desde 1957 ele funciona na Praça 19 de Dezembro, ao lado do Passeio Público, onde se tornou uma tradição da alta gastronomia curitibana.

O escritório responsável pela concepção arquitetônica do novo Ile é o da arquiteta Anna Letícia Loyola. A ideia, segundo Marcia Oliveira, uma das idealizadoras do projeto da mudança, ao lado de Luiz Antonio Abagge e Fernando Sperb, é estar com o restaurante pronto assim que a pandemia estiver sob controle, mesmo ainda sem data prevista, porém ainda neste ano, ela espera. A intenção era inaugurá-lo no dia 14 de julho, data em que se comemora a Queda da Bastilha, mas a pandemia interrompeu os planos. “Vamos correr para abrir este ano”, diz Marcia. Em cerca de 45 dias os investidores terão uma ideia de como será o novo Ile de France, acredita ela.

LEIA TAMBÉM:

Os detalhes do projeto estão sendo coordenados pelos três junto à arquiteta sempre com a participação do casal Clara e Jean Paul Decock, proprietários do restaurante. O espaço de quase 300 metros quadrados deverá contar com área técnica e salão que também terá espaços privativos, formados pelo bar e a sala de espera, característicos do atual Ile de France. “A ideia é manter a essência do Ile, mas com ares mais atuais”, acrescenta Marcia. O novo Ile deverá contar com no máximo 90 lugares, 30 a mais que o atual endereço.

Veja Também

7 comentários em “Na contramão da pandemia, novo Ile de France começa a virar realidade”

  1. Um grande UFA….que boa notícia frente a tantos desacertos no comércio frente ao confinamento. O ILLE sempre será o ILLE nas mãos desse competente casal. Sempre haverá público para eles. Boa e parabéns pela agradável notícia BESSA.

  2. Muito feliz pelos meus amigos Clara e Jean.
    Sucesso sempre!
    Dedicaçăo e determinação fazem parte desta história .
    Um enorme beijo da amiga
    Vilma Schmidt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.