DESKTOP

Em operação inédita no Porto de Paranaguá, ônibus são embarcados para a África

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

image00021 1024x683 - Em operação inédita no Porto de Paranaguá, ônibus são embarcados para a África
O Ulusoy 5, de bandeira turca, levou nesta semana 130 veículos de transporte de passageiros para Luanda, em Angola. (Foto: Divulgação/AEN)

Pela primeira vez, um navio tipo Ro-Ro (Roll-on/roll-off), que transporta cargas rolantes, foi contratado exclusivamente para carregar um lote completo de ônibus no Porto de Paranaguá. O Ulusoy 5, de bandeira turca, levou nesta semana 130 veículos de transporte de passageiros para Luanda, capital de Angola. A quantidade de ônibus embarcada, em uma única operação, também é novidade no porto paranaense. O navio atracou na segunda-feira (27) por volta das 6h e zarpou no mesmo dia, às 19h. A operação foi realizada pela Marcon, principal empresa operadora de veículos e carga geral no porto. Os ônibus foram adquiridos pelo Ministério dos Transportes de Angola.

De acordo com o diretor de operações da Portos do Paraná, Luiz Teixeira da Silva Júnior, a estatal tem eficiência operacional para trabalhar com esse tipo de carga. Uma das vantagens do Porto de Paranaguá, segundo ele, são as áreas disponíveis aos usuários dentro, com total condições para formar os lotes, em espaços amplos e recintos alfandegados. “Foi o caso desse lote. Todos esses ônibus ficaram depositados dentro das nossas áreas, facilitando, assim, a operação, quando o navio atraca. Esse conjunto nos dá vantagem frente aos outros portos para que esse tipo de carga embarque por aqui”, diz Teixeira.

LEIA TAMBÉM:

Os ônibus foram fabricados na unidade da Marcopolo em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul. Cada veículo possui um kit de proteção, denominado BioSafe. “É um sistema de divisórias que funciona como uma barreira de proteção para motoristas e cobradores que reduz a possibilidade de contágio da Covid-19. Os painéis envolvem a área de trabalho desses profissionais, expostos diariamente à grande circulação de pessoas, garantindo proteção também para os passageiros”, explica Ricardo Portolan, gerente executivo de Negócios Internacionais da Marcopolo.

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.