DESKTOP

Abrabar pede à Copel parcelamento de contas de luz atrasadas de bares e restaurantes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

WhatsApp Image 2020 08 12 at 17.17.20 1024x422 - Abrabar pede à Copel parcelamento de contas de luz atrasadas de bares e restaurantes
Diretoria da Abrabar e empresários da categoria na audiência com a diretoria da Copel. (Foto: Divulgação)

Após cinco meses de pandemia do novo coronavírus, 70% dos bares e restaurantes do Paraná estão com as contas vencidas e podem ficar sem luz. Preocupada com a situação, a Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) se reuniu com diretores da Copel para solicitar o parcelamento das contas e evitar cortes do serviço no setor. O pedido foi apresentado pelo presidente da entidade, Fábio Aguayo, em audiência com o diretor jurídico da companhia, Eduardo Vieira, e o superintendente comercial de distribuição, João Acyr Bonat Junior, no último dia 5, mas só tornada pública nesta quarta-feira (12).

Segundo Aguayo, mais de 70% dos estabelecimentos da categoria estão com problemas de contas em atraso e correm o risco de ficar sem fornecimento de energia elétrica. Ele lembrou que a nova determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) permite o corte no serviço em caso de atraso, mesmo durante a pandemia. “Temos a informação que mais de 150 mil estabelecimentos do nosso setor estão com algum problema com a Copel”, disse.

LEIA TAMBÉM:

O presidente da Abrabar lembrou ainda que, em razão da pandemia, a maioria das prefeituras e no caso do Paraná o governo do estado também determinou o fechamento dos estabelecimentos e mesmo assim chegaram contas altas de energia. “Muitos não têm condição de pagar porque não estão gerando receitas. Agora é hora de bom senso. Muitos locais tiveram corte da luz em funcionamento, o que trouxe constrangimento para a categoria”, reclamou Aguayo.

Diálogo permanente

Na reunião com os diretores da Copel, a Abrabar criou um canal de diálogo permanente para levar as demandas do setor. A intenção é manter este canal para a categoria entrar em contato, através das redes sociais. Para Aguayo, o entendimento entre as partes é importante porque os empresários não terão como honrar os pagamentos se não estiverem com os estabelecimentos funcionando.

Procurada pelo portal, a Copel disse, por meio de sua assessoria de imprensa, que todos os estabelecimentos filiados à Abrabar “vão contar com opções diferenciadas de parcelamento dos débitos, assim como todos os clientes com faturas em aberto no período da pandemia”. A empresa informou também que o presidente da Abrabar, Fábio Aguayo, está em contato direto com representantes da área comercial da Copel e já comunicou aos associados a abertura de um canal específico para a negociação dessas faturas, o [email protected]

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X