DESKTOP

Sob bandeira amarela, parques e feiras voltam a funcionar, inclusive a do Largo da Ordem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

00304384 - Sob bandeira amarela, parques e feiras voltam a funcionar, inclusive a do Largo da Ordem
Os parques reabrirão de maneira gradativa em Curitiba. (Foto: Divulgação/Daniel Castellano-SMCS)

Com a mudança do nível de alerta em Curitiba, que passou a funcionar a partir desta terça-feira (18) sob a bandeira amarela, alguns parques da cidade terão menor restrição de uso. A reabertura será gradativa e respeitando os protocolos de uso definidos em conjunto pelas secretarias municipais do Meio Ambiente e da Saúde. Os primeiros locais a ter redução da restrição estão espalhados pelas dez regionais da cidade para evitar a concentração de pessoas.

A partir de hoje reabrem os parques Tingui, Barigui, Barreirinha, Tropeiros, Guairacá, Mairi, Cambuí, Mané Guarrincha, Yberê, Lago Azul, Atuba, Passaúna, Tanguá, Bacacheri, São Lourenço e Náutico. A recomendação da prefeitura é que as pessoas usem as áreas para atividades físicas individuais, mantendo distanciamento e hábitos de higienização das mãos, uso de máscara e permaneçam o menor tempo possível nelas.

Com a volta da bandeira amarela, as 24 feiras livres diurnas, gastronômicas e orgânicas de Curitiba que estavam suspensas nos fins de semana reabrem a partir do próximo sábado (22). Entre elas a feira da Rua Alberto Bolliger, no Alto da Glória, que ocorre no sábado; as feiras orgânicas do Passeio Público, de Santa Felicidade e da Praça da Ucrânia, a feira gastronômica do Batel, todas no sábado, e a feira livre da Praça 29 de Março, no domingo. Todas as 89 feiras da cidade precisam cumprir as regras do protocolo da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar para evitar aglomerações e proteger fregueses e feirantes: O uso de máscara nos espaços é obrigatório para todos e todos os feirantes devem dispor álcool gel 70% e reforçar a necessidade de lavagem das mãos.

WhatsApp Image 2020 08 19 at 11.30.42 768x1024 - Sob bandeira amarela, parques e feiras voltam a funcionar, inclusive a do Largo da Ordem
Todas as 89 feiras da cidade precisam cumprir as regras do protocolo da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar para evitar aglomerações e proteger fregueses e feirantes. (Foto: Portal Reinaldo Bessa)

Em local visível, devem estar dispostos materiais informativos sobre como se prevenir contra a Covid-19. Para evitar aglomerações em frente às barracas e trailers, devem ser feitas demarcações com fita adesiva no chão para manter o distanciamento de 1,5 metro entre os frequentadores. É obrigatório o distanciamento próximo aos trailers que vendem alimentos prontos para o consumo.

Feira do Largo da Ordem retorna com novas regras

Suspensa desde o dia 23 de março, a Feira de Artesanato do Largo da Ordem voltará a funcionar no próximo domingo (23) seguindo novas normas. A medida decorre da publicação do novo decreto municipal, que estabelece a mudança de bandeira sanitária, de laranja (nível moderado de risco) para amarela (nível de alerta). Neste primeiro momento, as cerca de 1,3 mil barracas funcionarão em sistema de rodízio. Com distanciamento de dois metros entre cada uma, a feira retorna com o número máximo de 300 barracas e com apenas um artesão por unidade.

LEIA TAMBÉM:

A abertura das barracas será facultativa para os permissionários enquanto perdurar a situação de emergência na cidade. O site de vendas online da feirinha, criado para compensar o fechamento temporário da feira, continua funcionando. Entre as normas de funcionamento constam material publicitário em cada barraca com informações sobre a transmissão e distanciamento; disponibilidade obrigatória de álcool gel 70% para o artesão e público em geral; evitar aglomerações de pessoas, com a participação de fiscais e de guardas municipais.

Será permitido apenas um artesão por barraca, respeitando a norma de distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas nas filas do lado de fora, que deve ser organizada pelo artesão responsável pela barraca. O uso de máscaras continua obrigatório, com a disponibilização de barracas para a venda de máscaras. Barracas com alimentação terão normas específicas neste primeiro momento. A recomendação para os permissionários que fazem parte do grupo de risco (diabéticos, fumantes, pessoas com problemas respiratórios, doenças crônicas ou que tenham mais de 65 anos) e que atendem o público é a de que sejam substituídos.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

1 comentário em “Sob bandeira amarela, parques e feiras voltam a funcionar, inclusive a do Largo da Ordem”

  1. Greca use sua inteligência: abra uma segunda feira de artesanato na Praça Afonso Botelho, e faça rodízio entre os feirantes, quem vai num domingo na Praça no outro vai no Largo da Ordem e assim, sucessivamente. A Praça é excelente lugar, bonita, ampla, limpa e segura, inclusive com opções de lazer gratuitas e muita facilidade no estacionamento. Abrace esta ideia, venha pra praça…a Praça é nossa…!!!…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X