DESKTOP

Cármen Lúcia diz que administração pública brasileira não tem excesso de servidores, mas má distribuição

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

WhatsApp Image 2020 08 21 at 09.25.27 1 1 1024x682 - Cármen Lúcia diz que administração pública brasileira não tem excesso de servidores, mas má distribuição
A ministra Cármen Lúcia (no telão) conversa com os advogados Luiz Fernando Pereira (presidente do congresso) e Ana Carolina Clève (presidente do Instituto Paranaense de Direito Eleitoral. (Foto: Jonathan Campos)

A ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia participou na manhã desta sexta-feira da conferência Democracia, Constituição e Administração Pública, no VII Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral (CBDE), que está sendo realizado desde segunda-feira (17) em Curitiba, em formato virtual. Na opinião dela, a administração pública brasileira não tem excesso de servidores, o problema é a distribuição. Para a ministra, a maior preocupação do administrador público deve ser com a eficiência, cuja falta resulta na insatisfação da sociedade que, em casos extremos, desemboca em manifestações de ódio.

Cármen Lúcia também abordou o crescente comportamento de intolerância daqueles que veem como inimigo quem pensa diferente e como isso é antidemocrático. “O momento que vivemos deixa à mostra muita intolerância, até mesmo com os princípios constitucionais. Mas isso é um soluço histórico, que será superado”, disse.

LEIA TAMBÉM:

Sobre o contexto da pandemia, Cármen Lúcia citou as pessoas em situação de vulnerabilidade. “Distanciamento é ruim para todos. Mas é pior para quem não tem onde morar ou mora em um lugar muito pequeno, com seis ou oito pessoas, onde o distanciamento é inviável”, afirmou.

Também participaram da conferência a presidente do Instituto Paranaense de Direito Eleitoral (Iprade), Ana Carolina Clève, e o presidente do congresso, o advogado Luiz Fernando Pereira. Organizado desde 2008, pela primeira vez o evento ocorre de forma virtual. Os convidados do primeiro dia foram os ministros Edson Fachin e Luís Roberto Barroso. O ministro Gilmar Mendes faz a conferência de encerramento, logo mais, às 19h05, na página do Instituto Paranaense de Direito Eleitoral, no Facebook.

carmen 1 1024x682 - Cármen Lúcia diz que administração pública brasileira não tem excesso de servidores, mas má distribuição
O VII Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral está sendo realizado a partir de um estúdio completo montado em uma das salas do Hotel Bourbon. (Foto: Jonathan Campos)

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.