DESKTOP

Paraná envia nova equipe de bombeiros para ajudar a combater incêndio no Pantanal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

IMG20201007WA0012 1 1024x683 - Paraná envia nova equipe de bombeiros para ajudar a combater incêndio no Pantanal
Ao todo, 39 bombeiros do Paraná prestam apoio na região do Pantanal. (Foto: Divulgação)

Um ônibus do Corpo de Bombeiros saiu de Curitiba nesta quarta-feira (07) com 35 bombeiros militares com destino ao Mato Grosso do Sul. Eles vão substituir os colegas que estão no combate ao fogo na região do Pantanal desde o dia 15 de setembro. Ao todo, 39 bombeiros do Paraná prestam apoio na região de Corumbá. A saída foi acompanhada pelo comandante da instituição, coronel Samuel Prestes. O ônibus passará por Ponta Grossa e Maringá para pegar outros bombeiros que fazem parte da equipe. Os paranaenses atuarão em conjunto com o Exército e o Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul. “O Paraná foi pioneiro nos estudos sobre incêndios florestais na década de 1960. Já prestamos apoio em outras situações e nossa tropa tem o treinamento para dar a resposta necessária”, disse Prestes.

LEIA TAMBÉM:

A situação no estado vizinho motivou a formação de uma equipe de apoio no Corpo de Bombeiros do Paraná, integrada por bombeiros militares com treinamento para atuar em incêndio florestal. Também foi disponibilizado um suporte de equipamentos, com caminhões-pipa, caminhonetes e ferramentas para auxiliar o trabalho operacional. Os bombeiros que participam da missão já estiveram em combate a incêndio florestal em outras regiões do país, e agora agregam mais experiência atuando numa vegetação diferente da encontrada no Paraná. “Nossa expectativa é fazer o melhor trabalho possível, auxiliando na recuperação da vegetação”, disse o capitão Marco Antônio, oficial mais antigo da equipe.

O cabo Julio Cesar Simões, do Grupo de Operações de Socorro Tático (GOST), destacado para a missão no Pantanal, disse que a experiência pode agregar mais conhecimento e aperfeiçoamento das técnicas. “Vamos enfrentar vários focos de incêndio em diversas regiões, mas esperamos poder ajudar a parar com a devastação que assola o Mato Grosso do Sul”, diz.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X