DESKTOP

Após viver relacionamento abusivo, paranaense decide visitar 40 países em três anos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Gabriela Fialho

04 2 - Após viver relacionamento abusivo, paranaense decide visitar 40 países em três anos
Silvia Mantovani decidiu, aos 36 anos, conhecer 40 países antes de completar 40 anos. (Foto: Divulgação)

Para fugir de um relacionamento abusivo, a advogada Silvia Mantovani (42), de Lobato, uma cidade no interior do Paraná, encontrou sua salvação largando tudo para viajar pelo mundo em busca de autoconhecimento e felicidade. Aos 36 anos, ela decidiu conhecer 40 países antes de completar 40 anos. Uma história muito parecida com a do filme “Comer, rezar, amar”, de 2010, com Julia Roberts.

A partir dessa experiência, Sílvia escreveu o livro “40 antes dos 40 – Um passaporte salvou minha
vida!” para dividir sua aventura e encorajar mais pessoas a seguir seus sonhos. A narrativa da obra é dividida em oito capítulos que levam o nome de oito cidades de países diferentes que visitou antes de chegar à Índia, seu destino final.

livro 01 1 - Após viver relacionamento abusivo, paranaense decide visitar 40 países em três anos
O livro “40 antes dos 40 – Um passaporte salvou minha
vida!” conta como as viagens pelo mundo ajudaram a curar suas feridas e deu força pra seguir adiante. (Foto: Divulgação)

A vontade de viajar começou em 2006, aos 28 anos, quando após graduar-se em Direito comprou uma passagem para a Espanha para fazer um MBA. Porém, a viagem não foi como imaginou. A advogada acabou se vendo em um relacionamento abusivo que durou quatro anos. “Saí da relação com a roupa do corpo e mais nada. Recomecei do zero. Foi aí que surgiu a ideia do meu projeto de vida”, afirma Silvia, que atualmente já visitou mais de 60 destinos e acumula mais de 350 viagens pelo mundo.

LEIA TAMBÉM:

A autora, que atualmente vive em Barcelona, explica que escreveu o livro pensando nas muitas pessoas que pediram para conhecer mais a sua história e naquelas que pensam que não são capazes de sair de uma
relação abusiva. “Alguém que abusa psicologicamente de outro faz com que acreditemos que não conseguiremos fazer nada sem ele. Então, meu objetivo maior é ajudar as pessoas a sair dessas relações seja
viajando, estudando, trabalhando ou construindo uma vida nova por conta própria”, diz.

Mais viagens

Mesmo tendo alcançado seu objetivo, ela não parou. Nos últimos dois anos cruzou a Rússia, de Moscou até a Sibéria, no lendário trem Transiberiano, seguindo para Pequim, na China, e passando pela Mongólia, onde ficou hospedada por dias numa comunidade nômade do país. “Fiquei em um lugar que se você me perguntar onde era ou o nome das pessoas que moravam ali eu não sei dizer. Ninguém falava inglês. A comunicação era com sinais mesmo. Não tinha eletricidade, água encanada e internet. Foi uma experiência incrível”, relata.

Em seguida, por duas vezes, fez sozinha o Caminho de Santiago de Compostela e afirma que seu próximo objetivo é visitar os 57 países africanos. Ela também já trabalha no seu segundo livro, intitulado “De Sedentária a Peregrina”. “Meu currículo é feito de carimbos no passaporte e muitas histórias para contar”, conclui.

Caminho de Santiafo 2 - Após viver relacionamento abusivo, paranaense decide visitar 40 países em três anos
Silvia Mantovani no Caminho de Santiago de Compostela. (Foto: Divulgação)

Serviço
“40 antes dos 40 – Um Passaporte Salvou Minha Vida!”
Venda online: www.livrariafeliz.com.br/
Instagram: @40antesdos40

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X