DESKTOP

Tradicional rede de lojas infantis de Curitiba fecha as portas para ficar só na internet

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Monique Benoski

WhatsApp Image 2020 10 26 at 12.43.45 1 1024x768 - Tradicional rede de lojas infantis de Curitiba fecha as portas para ficar só na internet
A loja Xiquita Premium informou que vai fechar sua loja física nesta sexta-feira (30). (Foto: Portal Reinaldo Bessa)

Com mais de 30 anos de trabalho no setor de vestuário infantil, a marca Xiquita Premium informou pelas redes sociais que vai fechar sua loja nesta sexta-feira (30). O motivo do fechamento foi, entre outros, a crise provocada pela pandemia. A loja, que fica na Rua Carlos de Carvalho, no Batel, está promovendo uma queima de estoque, com até 50% de desconto nos produtos. Na manhã desta segunda-feira (26) a loja já registrou grande movimento.

WhatsApp Image 2020 10 26 at 12.43.43 1 1 768x1024 - Tradicional rede de lojas infantis de Curitiba fecha as portas para ficar só na internet
A loja, no Batel, está com queima de estoque, com até 50% de desconto nos produtos. (Foto: Portal Reinaldo Bessa)

No post, a marca afirma ter sido um privilégio poder participar da melhor fase da vida das pessoas e ver o sorriso dos avós, padrinhos, tios e amigos ao procurar um presente para o bebê que estava vindo. A partir de novembro, a Xiquita vai atuar somente pela internet, segundo sua proprietária, Nádia Uthman Aguiar. A rede chegou a ter 10 lojas e nos últimos dois anos eram três até restar apenas a do Batel.

WhatsApp Image 2020 10 26 at 12.49.43 1 1024x768 - Tradicional rede de lojas infantis de Curitiba fecha as portas para ficar só na internet
Na manhã desta segunda-feira (26) a loja já registrou grande movimento por causa das promoções. (Foto: Portal Reinaldo Bessa)

De acordo com Nádia, a decisão de migrar para a internet não teve a ver diretamente com a pandemia. A empresária diz que já vinha sentindo a concorrência das vendas online e que a Covid-19 só apressou as coisas. “O custo de manter uma loja online é infinitamente menor, mas ainda não somos fortes nesse mercado”, afirma. No entanto, ela vê a mudança com bons olhos porque a cultura de consumo também mudou. “Hoje é cool comprar produtos reciclados, está na moda. Até a Gisele Bündchen aderiu”, diz.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

1 comentário em “Tradicional rede de lojas infantis de Curitiba fecha as portas para ficar só na internet”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X