DESKTOP

Startup curitibana TROC é comprada pelo grupo Arezzo&Co

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Arezzo TROC CreditoLuPrezia 01 1 1 1024x819 - Startup curitibana TROC é comprada pelo grupo Arezzo&Co
A diretora da Arezzo&Co Aline Penna ao lado da Luanna Toniolo CEO da TROC e Alexandre Birman, CEO da Arezzo&Co. (Foto: Divulgação)

A Arezzo&Co, grupo que reúne as marcas Arezzo, Schutz, Anacapri, Alexandre Birman, Fiever, Alme e Vans, anunciou nesta sexta-feira (20) a aquisição de 75% do brechó online curitibano TROC, fundado em 2017 pela empresária Luanna Toniolo. A negociação marca a estreia do grupo paulista no mercado de “second hand”, que deve atingir cerca de R$ 31 bilhões até 2029, e também oficializa a operação do ZZ Ventures, braço de corporate venture capital da Arezzo&Co, que será responsável pela captação de novas startups em diversos segmentos. O mapeamento dessas startups e scale-ups, empresas inovadoras de crescimento acelerado, contará com o apoio da Endeavor, rede global formada pelos empreendedores que mais crescem no mundo.

A TROC é uma startup de tecnologia voltada para a economia circular e tem como principal diferencial a disponibilização de todo o serviço de curadoria, cadastro, precificação e venda das peças em sua plataforma, ficando a cargo do dono das peças de roupa e acessórios apenas o envio delas pelos Correios ou agendamento para a retirada em domicílio. Após a venda concretizada, a empresa fica com cerca de 50% do valor da peça e o ex-dono com o restante.

LEIA TAMBÉM:

Luanna, fundadora da startup, permanecerá à frente da operação após a transação. “Com o ZZ Ventures, temos a missão de impulsionar cada vez mais mulheres no mundo dos negócios e da inovação. Além de nossas clientes, queremos que elas também estejam no comando de suas próprias empresas”, afirma Alexandre Birman, CEO da Arezzo&Co.

“Nos tornarmos um selo verde dentro da Arezzo&Co. nos permite pensar ainda maior. Nascemos para ser uma empresa de impacto e de referência em consumo consciente. Juntos quebraremos paradigmas e iniciaremos um novo ciclo na indústria da moda brasileira, construindo um futuro mais sustentável”, diz a fundadora da Troc.

Como vai funcionar

Com a aquisição, a startup será conectada à plataforma ZZ Mall, marketplace da Arezzo&Co. que teve seu lançamento oficial nesta quinta-feira (19). Além das sete marcas do grupo, o ZZ Mall já opera mais de 30 outras marcas de moda e acessórios. Dessa forma, os usuários terão benefícios mútuos para venda de peças de segunda mão e utilização dos créditos no site. Com os créditos recebidos pela venda de peças usadas na TROC, por exemplo, o usuário poderá comprar novos produtos no ZZ Mall, direcionar o valor para doação a instituições cadastradas na Troc ou mesmo transferir o dinheiro para sua conta bancária.

Será uma opção para clientes do ZZ Mall se desfazerem de maneira sustentável de roupas que não usam mais, dar acesso a marcas premium para outros consumidores e até mesmo uma opção para monetizar o guarda-roupas “parado”. Estudos estimam que a maioria das pessoas usa apenas 30% das roupas de seu closet.

“Somos uma empresa de DNA empreendedor, que vai alavancar empreendedores. A aquisição da Troc marca essa nova fase do grupo Arezzo&Co. e, também, estamos expandindo nossa atuação para um dos segmentos mais relevantes da nova economia – a moda de segunda mão -, que além de ser um negócio consciente e de baixo impacto ambiental, é uma tendência global”, explica Alexandre Birman.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X