DESKTOP

Prefeitura anuncia reforço na fiscalização para o cumprimento das regras sanitárias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Tempo de leitura: 2 minutos

Da Redação

fiscalização curitiba
Uma força-tarefa integrada entre governo do estado e prefeitura de Curitiba está intensificando as fiscalizações em locais de aglomeração na cidade e no comércio de todos os bairros durante a vigência da bandeira laranja. (Foto: Divulgação/Hully Paiva-SMCS)

Uma força-tarefa integrada entre governo do estado e prefeitura de Curitiba está intensificando as fiscalizações em locais de aglomeração na cidade e no comércio de todos os bairros durante a vigência da bandeira laranja, anunciada há pouco pela Secretaria Municipal da Saúde. A medida é focada especificamente no cumprimento dos protocolos de prevenção ao novo coronavírus, como distanciamento social e uso de máscara e outras regras sanitárias.

As ações são diárias e regionalizadas, com duas frentes. Aifus-covid (Ações de Fiscalização Integradas) com a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e Urbanismo, são direcionadas a bares e casas noturnas, em locais com histórico de aglomerações, notadamente bares e regiões que concentram grande número desses estabelecimentos. A outra parte é entre a Vigilância Sanitária e a Guarda Municipal, voltada para o comércio: restaurantes, lanchonetes, shoppings, galerias, farmácias, supermercados e lojas, principalmente as de departamento. “Passamos do ponto das orientações e o momento é de autuação direta e embargos para quem não estiver controlando suas atividades”, diz Rosana Zappe, diretora do Centro de Saúde Ambiental da secretaria.

LEIA TAMBÉM:

Nas duas frentes da força-tarefa, o objetivo é certificar que todos os estabelecimentos cumpram as regras estabelecidas pela Resolução 001. Com a publicação do decreto 1600 nesta sexta-feira (27), a fiscalização também vai atuar no cumprimento da regra que determina o fechamento de bares, casas noturnas e atividades correlatas.

Distanciamento adequado

Pela parte da Vigilância Sanitária, as ações estão sendo feitas principalmente em estabelecimentos reincidentes, como comércios diversos, restaurantes, lanchonetes, entre outros. O objetivo é que todos cumpram requisitos como controle de fluxo de pessoas, espaçamento entre mesas e cadeiras, ocupação máxima do espaço, obrigatoriedade de uso de máscara, oferta de álcool em gel etc. Os locais que já foram alvo de fiscalização – e receberam orientação para o devido cumprimento das regras – passam a ser penalizados. As punições variam desde multas, que podem chegar a cerca de R$ 8 mil, até interdição e cassação de alvará. Denúncias podem ser feitas pelo Central 156 (telefone, site e app).

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X