Campanha de Incentivo ao Turismo é retomada no Paraná

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Ponta Grossa – Buraco do Padre. (Foto: José Fernando Ogura)

A intenção é incentivar o turista a viajar respeitando todas as normas sanitárias previstas no protocolo de segurança da Covid-19. Ou seja, incrementar um setor importante da economia para a geração de emprego e renda mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus.

O planejamento elaborado pela Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná marca a retomada da campanha logo após o fim da temporada de verão. O investimento será de R$ 512 mil, com apoio do Governo Federal. O projeto prevê divulgação em diferentes mídias de comunicação e sociais.

O projeto é uma iniciativa da Paraná Turismo e Invest Paraná, em parceria com instituições representativas dos setores público e privado que fazem parte do Conselho Paranaense de Turismo (Cepatur). Conta também com a colaboração das Instâncias de Governança Regionais (IGR’s) das 14 regiões turísticas do Paraná.

Destinos turísticos

Foram mapeados 12 mercados emissores (de onde partem os turistas) dentro do Estado: Curitiba, Ponta Grossa, Londrina, Maringá, Umuarama, Campo Mourão, Cascavel, Toledo, Foz do Iguaçu, Pato Branco, Francisco Beltrão e Guarapuava. 

A definição dos polos levou em consideração a densidade populacional e da capacidade de renda. Porém, explicou o secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, os 217 municípios paranaenses que pertencem ao Mapa do Turismo serão beneficiados pelo programa de retomada.

“Durante o isolamento social e o fechamento do comércio, trabalhamos incansavelmente para proporcionar uma retomada do turismo em todas as regiões do Estado. Queremos garantir que os destinos turísticos do Paraná entrem na rota dos paranaenses, dos brasileiros e dos estrangeiros, como foi determinado pelo governador”, destacou o secretário.

Pesquisa

Diretora-técnica da Paraná Turismo, Isabella Tioqueta destacou que duas pesquisas feitas pela autarquia embasaram o planejamento. Foram ouvidos no decorrer do ano passado empresários do setor, turistas e representantes dos municípios. 

Segundo ela, o resultado mostrou que 72% dos pesquisados pretendem viajar em 2021, sendo que 94% deles desejam fazer viagens pessoais. Neste caso, o automóvel próprio para se deslocar em família é o grande aliado.

“Pensamos que os grandes municípios podem abraçar as cidades menores que estão em volta. Que os moradores de Maringá, por exemplo, possam conhecer as trilhas e parques que têm nos arredores. É a grande oportunidade de conhecer o próprio Estado, sempre com segurança”, disse a diretora.

Ela lembrou que apenas o Parque Nacional do Iguaçu, o Marco das Três Fronteiras, a Usina de Itaipu Binacional e o Parque das Aves, todos pontos turísticos de Foz do Iguaçu, na Região Oeste, receberam 33,6 mil turistas nacionais e estrangeiros nos três primeiros dias de 2021. 

Cuidados com a segurança

A campanha completa da retomada do segmento turístico no Paraná começou ainda no ano passado, com o apoio para o cadastramento junto ao Selo do Turismo Responsável e a elaboração conjunta dos Manuais de Conduta Segura para enfrentamento da Covid-19. O conjunto de normas está sendo distribuído durante a temporada de verão no Litoral e nas prainhas de água doce do Estado.

O Ministério do Turismo recomenda uma série de medidas para uma viagem segura. Por meio do Selo Turismo Responsável, que estabelece boas práticas de biossegurança para 15 atividades do setor. A iniciativa estabelece protocolos específicos para a prevenção da Covid-19 e busca auxiliar na retomada segura das atividades tanto para turistas quanto para trabalhadores. 

LEIA TAMBÉM:

O selo está disponível para meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições, guias de turismo, dentre outros, e pode ser obtido de maneira rápida e segura pelo site do ministério. Atualmente, o certificado já foi emitido por mais de 24,6 mil estabelecimentos turísticos do País.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X