A parte que nos cabe na cidade planejada; confira na coluna Construção e Moradia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Gabriel Falavina – Altma Incorporadora

O projeto Joanita ECOA é mantido pelo Instituto Weefor com o objetivo de articular os atores que constroem a cidade em prol da redução da desigualdade social. (Foto: Divulgação)

Ser agente de transformação. Essa é uma ideia que venho incorporando ao longo do tempo, na minha vida de empresário. Não é tarefa fácil e pode ser cercada de equívocos quando não estamos abertos a escutar com efetividade as demandas que se apresentam na nossa frente. Mas acredito que a disposição para aprender pode ser um bom início de caminhada. Tem sido assim com o Projeto Vila Joanita, uma iniciativa da Incorporadora Weefor, que há algum tempo fez um chamado a diversas construtoras e incorporadoras de Curitiba e ao qual nós, da Altma, tivemos a oportunidade de atender.

Oportunidade tem sido uma palavra presente nessa nossa experiência. Pode parecer que somos nós que a promovemos, do alto dos nossos privilégios e condições favoráveis de ajudar a quem mais precisa. Um desastroso engano. Fica cada dia mais claro para mim que eu e meus parceiros nessa jornada é que estamos diante de uma grande oportunidade. Ela vem em forma de possibilidade de contribuirmos para uma transformação social, de mudarmos para melhor a nossa cultura corporativa interna e de oferecermos a mais gente da nossa cidade, não apenas a nossos clientes, algum tipo de retribuição pelas nossas práticas comerciais bem-sucedidas.

Para que você, leitor, entenda melhor do que estou falando, esse projeto é uma ação em rede. Já faz tempo que acreditamos na formação de uma aliança com outras incorporadoras, o que tem resultado em parcerias comerciais e compartilhamento de informações, fornecedores, inseguranças e convicções. A sustentabilidade ambiental e econômica está bem arraigada no nosso DNA. Na Vila Joanita, uma comunidade em situação de vulnerabilidade social localizada na divisa entre o Tarumã e o Bairro Alto, em Curitiba, aceitamos o desafio de canalizar esforços também para ações de responsabilidade social.

O projeto Joanita ECOA, como passamos a chamá-lo, é sustentado pelo Instituto Weefor (IWF), que tem por objetivo articular os atores que constroem a cidade em prol da redução da desigualdade social. Além da Incorporadora Weefor e nós, da Altma, também são parceiros responsáveis pela iniciativa as incorporadoras Idee, Hiex, e a construtora RAC Engenharia. Para garantir que os moradores da comunidade tenham o que precisam e não aquilo que nosso distanciamento poderia supor, voluntários estão realizando um levantamento socioeconômico da população.

Até agora, o projeto promoveu ações como doação de marmitas, produtos de higiene, roupas, cobertores e óculos de sol para os moradores; realização de um diagnóstico participativo; articulação com poder público e parceiros para prestação de serviços; e atualização da situação jurídica e contábil da Associação de Moradores da Vila Joanita. Ainda tem muito a ser feito. O projeto prevê na sequência algumas ações como a adequação da sede comunitária da Vila Joanita; a mobilização da sociedade civil para o desenvolvimento de atividades, cursos e capacitação; a requalificação dos espaços comunitários (praça, horta, compostagem); e a análise de resultados do levantamento que começou a ser feito em agosto.

O potencial transformador de uma iniciativa como essa não pode ser medido. Posso falar por mim, como cidadão, e pelas empresas nas quais atuo. São muitas pessoas mobilizadas e transformadas pela ideia de que a cidade e os que nela vivem, seja nas unidades habitacionais dos grandes empreendimentos ou nas comunidades em situação fundiária irregular, são da nossa responsabilidade. Daqui a algum tempo, espero voltar à Vila Joanita e perceber que de alguma forma este projeto no qual nos engajamos se transformou em uma ponte para o conhecimento e para a dignidade da vida humana.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X