Abrabar pede flexibilização das regras para bares e restaurantes em Curitiba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Abrabar quer que bares sem cozinha e sem alvará de restaurante e lanchonete possam funcionar até às 21h em Curitiba. (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas encaminhou à prefeitura de Curitiba nesta quinta-feira (29) um ofício pedindo autorização para que os bares que não têm cozinha e nem alvará de restaurante e lanchonete possam trabalhar até às 21h. A entidade afirma que muitos empresários tiveram que fechar as portas no último ano por causa das medidas restritivas.

“Perdemos mais de um terço de nosso setor de bares e casas noturna. Uma situação grave para quem tinha um emprego nos bares”, relata o presidente da Abrabar, Fábio Aguayo. Nesta semana, lembra ele, o Shopping Hauer anunciou a venda de parte de sua estrutura, o que resultará no fechamento de mais uma leva de bares e restaurantes da cidade.

De acordo com levantamento da entidade, foram fechados aproximadamente 75% das casas noturnas e pelo menos 33% dos bares desde o início da pandemia. A Abrabar ressalta que os empreendedores entendem que a guerra contra a Covid é importante, mas que o setor ficou órfão em todos os sentidos.

LEIA TAMBÉM:

No pedido, a entidade defende que os estabelecimentos atendam com 50% da capacidade até às 21h, como está previsto em decreto estadual. A medida está presente na maioria dos municípios, mas não vale para Curitiba. “Somente a capital está proibindo os bares sem cozinha de funcionar”, explica Aguayo. A entidade também solicita a liberação para o uso de mesas e cadeiras em espaços livres e logradouros e um calendário ou cronograma para o retorno das casas noturnas, eventos e shows.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:


Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X