Abrabar quer flexibilização de regras e fim do uso obrigatório de máscaras em Curitiba

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Simone Giacometti

Representantes do setor de eventos querem a flexibilização das regras para organizarem as festas de fim de ano. (Foto: Divulgação)

O atual Decreto Municipal que estabelece regras em Curitiba para o funcionamento de bares, restaurantes e casas de eventos da capital vale até quinta-feira (4), data aguardada com expectativa por representantes do setor. A categoria espera que os novos protocolos sanitários de combate à Covid-19 sejam flexibilizados.

O atual Decreto Municipal foi publicado em 28 de outubro e apesar de ampliar o acesso do público a eventos em espaços abertos, sem a exigência de apresentação de teste anticovid, ainda oferece várias restrições para as casas noturnas, principalmente. É o que explica o presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas, Fábio Aguayo. Segundo ele, a capital deve entender que os índices de contágio estão caindo e há necessidade de rever as regras.

“A expectativa da nossa categoria é de a gente retome na plenitude o atendimento e o funcionamento dos nossos ambientes. Eu acho que todo país já está com um bom índice de vacinação com dose única ou segunda dose e acho que Curitiba tem que avançar nisso”, diz Fábio Aguayo.

LEIA TAMBÉM:

Ele também acredita que chegou a hora de colocar um fim à obrigatoriedade do uso de máscaras. “Em ambientes abertos onde há mesas e cadeiras nas calçadas, já não há mais necessidade de usar. Em áreas de ar livre eu acho que não é necessário. Já em lugares fechados, nós podemos fazer a regra da transição”, sugere Aguayo.

Quem também compartilha da mesma opinião é o presidente da Associação Brasileira de Empresas de Eventos, Abeoc-PR. Fábio Skraba. “A Abreoc-PR acredita que 100% dos espaços que recebem ou que promovem eventos já podem estar funcionando a partir do dia 4 de novembro. Curitiba como uma cidade inteligente pode ter todos os espaços contemplados através da liberação”, sugere Skraba.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X