DESKTOP

Após 65 anos, Empadas Caruso anuncia fechamento; loja já não vinha bem e foi afetada pela pandemia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Reinaldo Bessa

blank
Estabelecimento tradicional na cidade, a Caruso Empadas funcionará até 30 de dezembro. (Foto: Portal Reinaldo Bessa)

Um texto bem humorado que circula no WhatsApp diz que o lockdown em Curitiba fechou lojas como Disapel, Hermes Macedo, Prosdócimo, entre vários outros estabelecimentos tradicionais da cidade. Trata-se de uma brincadeira, é claro. Mas à lista poderia se acrescentar mais uma: a Caruso Empadas. Após 66 anos no mesmo endereço, a loja está em seus últimos dias. Funcionará até 30 de dezembro. Inaugurada em 1954 por Enrico Caruso na Rua Visconde do Rio Branco, 877, nas Mercês, a mercearia logo caiu no gosto dos curitibanos pelas empadas com receita herdada do pai dele, Antonio Nerone Caruso, o Nero, que foi dono de bar e lanchonete em Curitiba e também de um restaurante em Guaratuba.

blank
O empresário Guilherme Caruso começou a trabalhar no local, com o avô, em 2001. (Foto: Portal Reinaldo Bessa)

Com a morte de Enrico em 2010, aos 78 anos, o negócio foi assumido integralmente por um de seus netos, Guilherme Caruso, que já trabalhava com o avô desde 2001. Há alguns anos, ele ensaiou uma sociedade para a abertura de franquias, que acabou não se concretizando. O único fruto da parceria, nunca formalizada, foi uma loja no ParkShoppingBarigüi, que funcionou de 2003 até o último dia de 2018. Com o fechamento da loja, Guilherme viu seu faturamento sofrer um forte abalo porque 90% da produção de empadas eram direcionados para a filial. A receita, de R$ 100 mil mensais, minguou para R$ 30 mil. Em 2019 precisou demitir nove dos 12 funcionários e acabou com o almoço. Hoje, restam apenas duas cozinheiras. Ele acumula o caixa e o atendimento, além de dar uma mão na cozinha também. Ainda mantém a feijoada às quartas-feiras e sábado.

blank
Guilherme Caruso e a funcionária Marcia Regina Domingues de Sá. (Foto: Portal Reinaldo Bessa)

Com as dificuldades crescendo, Guilherme se desfez do imóvel da família e hoje é inquilino. A pandemia, que no começo o ajudou com entregas em domicílio, agora virou inimiga. Aos 42 anos, ele diz que não vai deixar os curitibanos que amam as empadas da família na mão. Ele pretende continuar fazendo-as em casa para vendê-las congeladas, sob encomenda, e para outros estabelecimentos que as revendem, como O Famoso Brigadeiro. Enquanto a reportagem do portal estava na loja conversando com Guilherme, nesta terça-feira (01), não parava de entrar clientes e motoboys de aplicativos para buscar encomendas. “Saio de cabeça erguida. Toquei o negócio por 20 anos”, diz ele.

blank
Caruso pretende continuar fazendo as empadas em casa para vendê-las congeladas, sob encomenda. (Foto: Portal Reinaldo Bessa)

O acervo da loja, que preserva a atmosfera vintage da antiga mercearia, será guardado. Se você ainda não experimentou as empadas Caruso ou mesmo quem já as conhece tem até 30 de dezembro para se despedir delas e deste que é um dos últimos lugares autênticos de uma Curitiba que não existe mais.

Assista ao vídeo de Guilherme Caruso explicando os motivos que o levaram a fechar a loja.

O proprietário da Caruso Empadas, Guilherme Caruso. (Vídeo: Portal Reinaldo Bessa)

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

21 comentários em “Após 65 anos, Empadas Caruso anuncia fechamento; loja já não vinha bem e foi afetada pela pandemia”

  1. blank

    Amado Guilberme, a sua teacher aqui ficou muito triste em ler esta notícia… você, que foi meu aluno aos 10 aninhos de idade, e de quem tenho muito ORGULHO, certamente obterá SUCESSO em qualquer carreira que queira seguir!!!
    Grande abraço e admiração eterna!!!
    Daniele Contin

    1. blank
      Alzira Helena Brazil

      Uma correção: a Mercearia do Sr. Caruso começou na Princesa Izabel, defronte à St. Germain, que hoje mudou de nome, quase esquina de Ângelo Sampaio. As empadas eram deliciosas desde essa época. Ele tinha um ajudante que era o Pelé. A gurizada do bairro, assim como eu, deve se lembrar bem também.

    2. blank
      Maria Isabel Vargas Da Cunha

      Querido Guilherme ,morei em Curtiba de 1974 a 1981, vc Nao conheci , fico muito triste, conhecia muito bem as empadinhas deliciosas, Caruso. Hoje.resido em Floripa há 26 anos , ainda quero encomendar suas empadinhas , novamente quando ai for, sucesso em casa, sempre, bons novos tempo, felicidades, abços Bell Cunha.

  2. blank

    Caro Guilherme. Lastimo a notícia do fechamento do Empanadas Caruso!!! Muito almoçamos, meus amigos e eu, neste restaurante que sempre ofereceu uma feijoada, um peixe com molho de camarão excelentes. Um abraço e felicidades.

    1. blank

      Poxa, Guilherme, que triste. Estou em choque. Quantas lembranças desse restaurante. Quantas festas, quantos encontros. Abraço e felicidades.

  3. blank

    Que pena, sempre fomos clientes desde o tempo do seu avô.
    Quem sabe se baixassem um pouco os preços vcs não conseguiam continuar abertos.
    Conheço um montão de pessoas que dizem que adorariam comer empadas do Caruzo mas estão muito caras.

    1. blank
      Domingos Wisintainer

      Que pena……quando ia a Curitiba eu fazia questão de saborear uma delas…..prá mim significava fazer algo q só se encontrava nesta Capital! Que bons ventos soprem e o negócio ressurja para alegria de todos nós!🤔🙏

  4. blank

    Uma pena muito grande. Moro ali perto e sempre que dá passo lá pra bater um papo e levar várias empadas para casa. Sucesso na nova fase Guilherme. Você é um cara guerreiro!

  5. blank

    E muito triste eu aprendi a gosta da empadas porque meu pai que era fiscal da Brahma toda semana que passava para fiscalizar levava uma bandeja para casa .Tenha muita sorte na sua nova empleitada. FIQUE BEM.

  6. blank

    Infelizmente esse país não valoriza o trabalhador o pequeno empresário . Que triste . Tomara que vc tenha sucesso em produzir em casa . Sucesso .

  7. blank

    Lamentável..Nós Adoramos as Empadas do Caruso….Mas Esta Dificel Pra Todo Mundo,,Esta Pandemia Veio Pra Acabar com Muitos Comércios Infelizmente,,Amigo Vai na Fé,,e Continue ok..Deixe o Site do Seu Novo Endereço Iremos Te Prestigiar Sim e Comprar delyveri,,,ok….Um Abraço………….

  8. blank

    Caro Guilherme, de cabeça erguida sim.
    O mundo dá voltas. Quem sabe que futuro lhe aguarda! Que seja muito promissor!
    Torcendo por você e cada um de nós no mundo nesta pandemia.
    Penélope.

  9. blank

    Que triste, todo um legado deixado pelos seus descendentes, fora um pedaço da história gastronômica que faz parte de Curitiba. Que Deus dirija os seus planos e projetos, quem sabe, tenhamos no futuro, uma boa notícia. 🌹

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X