Atendimentos emergenciais nas rodovias do Paraná serão concentrados nos números 191, 193 e 198

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Corpo de Bombeiros e Polícias Rodoviária Estadual e Federal farão os atendimentos de emergência nas rodovias do Anel de Integração (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

A partir deste final de semana, o atendimento emergencial a ocorrências nas rodovias do Anel de Integração será realizado em uma força conjunta entre o Corpo de Bombeiros, a Polícia Rodoviária Estadual e a Polícia Rodoviária Federal. Para assistência nas rodovias sem concessão a partir de 28 de novembro, o usuário deverá ligar para os números 191, 193 e 198, de acordo com a ocorrência.

Quem estiver nas BRs (rodovias federais) deve ligar diretamente para o número 191 (Polícia Rodoviária Federal).  Já os usuários que circularem pelas rodovias estaduais (PR e PRC) poderão chamar o 198, que direciona para a Polícia Rodoviária Estadual. No caso de acidentes com vítimas, o usuário deve ligar para o número 193, do Corpo de Bombeiros, tanto em rodovia federal quanto em rodovia estadual. Os atendimentos serão realizados em parceria com a rede de Samu. Vale lembrar que o usuário deve buscar um local seguro para fazer a ligação.

De acordo com o comandante-geral da PMPR, coronel Hudson Leôncio Teixeira, as forças de segurança serão reforçadas nas estradas com viaturas disponíveis para patrulhamento nas rodovias. Para isso, darão apoio à Polícia Rodoviária Federal um contingente de policiais militares, rodoviários e bombeiros, além do suporte de equipes da Saúde, Polícia Civil, Polícia Científica e da Defesa Civil.

Acordo

As mudanças são válidas para as rodovias contidas nos lotes 2 e 3 a partir de sábado (27), e para os lotes 4, 5 e 6 a partir de domingo (28). As únicas rodovias que continuarão recebendo o atendimento da concessionária são as do Lote 1, cobertas pela Econorte. A exceção é consequência de um acordo firmado entre a empresa e o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR).

Com isso a Econorte continuará realizando, nas rodovias que antes administrava, os serviços de guincho mecânico, de ambulâncias para atendimento pré-hospitalar, e mantendo o centro de controle de operações e telefone para emergências 0800. A medida terá validade por 365 dias, devendo atender a todo o intervalo entre concessões.

Mesmo com o acordo, a concessionária deixará de cobrar qualquer tarifa de pedágio aos usuários a partir de 28 de novembro.

LEIA TAMBÉM:

Confira os trechos administrados pela concessionária que continuam com atendimento:

PR-323 (da divisa com São Paulo até Warta – 62 km)

PR-445 (de Warta a Londrina – 14 km)

BR-369 (da divisa com São Paulo até Cambé – 158,15 km)

BR-153 (da divisa com São Paulo até o entroncamento com a PR-092 – 51,6 km)

PR-090 (de Jataizinho até Assaí – 14,3 km)

PR-862: Contorno Norte de Ibiporã – 12,65 km)

PR-090 (de Ibiporã até Sertanópolis)

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X