Campanha contra influenza é ampliada para quem tem mais de 60 anos, professores e profissionais da saúde

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Ampliação dos grupos de vacinação contra a gripe vale a partir desta segunda-feira. (Foto: Américo Antonio/SESA)

A partir de segunda-feira (17), a campanha de vacinação contra a gripe será ampliada para todos os idosos com 60 anos ou mais e para os professores. A imunização contra a gripe segue também para crianças entre 6 meses e menores de seis anos, gestantes e mães que tiveram bebê até 45 dias.

A vacinação será realizada nas unidades básicas e nas unidades de multivacinação, das 8h às 17h. Para verificar as unidades abertas confira este link. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) reforça que as unidades de saúde que estão fazendo vacinação anticovid não fazem vacinação contra a gripe.

LEIA TAMBÉM:

De acordo com o diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, Alcides Oliveira, a vacina contra a influenza não protege contra o coronavírus, porém auxilia os profissionais de saúde na exclusão de diagnóstico da gripe, já que os sintomas das duas doenças são semelhantes.

Além disso, a imunização contra a gripe ajuda a diminuir a procura por serviços de saúde, diminuindo a pressão no sistema. A SMS ressalta, porém, que é importante haver o intervalo de 14 dias entre a aplicação da vacina contra a gripe e a aplicação da vacina anticovid.

Profissionais de Saúde

O Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren-PR), em parceria com a SMS, inicia na próxima segunda-feira (17) a campanha de vacinação contra a influenza voltada exclusivamente para profissionais de saúde autônomos de todas as categorias do município de Curitiba.

A vacinação será realizada das 9h às 17h, de 17 de maio a 17 de junho, na sede do Coren, que fica na Rua Professor João Argemiro Loyola, 74, no bairro Seminário. Não é necessário agendamento.

O profissional deverá estar munido de documento de identificação com foto (RG ou CNH) e da carteira profissional ou documento que comprove o vínculo com seu conselho de classe, para a validação e comprovação de comparecimento.

É preciso que o profissional que já tenha sido vacinado contra a Covid-19 apresente, no momento da vacinação contra a influenza, sua carteirinha contendo as informações das doses aplicadas.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:


Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X