CBN Curitiba muda de mãos; Sistema Globo de Rádio e Grupo J.Malucelli decidem não renovar contrato

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

A rádio CBN Curitiba, atualmente pertencente ao Grupo JMalucelli, passará a ser adminstrada por outro grupo empresarial a partir de 31 de outubro. (Foto: Divulgação)

O empresário Joel Malucelli confirmou ao portal na tarde desta segunda-feira (18) que não renovou o contrato com o Sistema Globo de Rádio, ao qual pertence a rádio CBN Curitiba. O atual contrato valerá até 31 de outubro próximo, a partir de quando a emissora passará a ter como franqueado no estado o empresário Amarildo Lopes, proprietário da CBN Londrina. “Apareceu a oportunidade de rescindir o contrato, de comum acordo”, disse Malucelli, que comanda a CBN Curitiba desde 2004. Ele disse que pediu para o fim do contrato ser antecipado de 31 de dezembro para outubro (leia no final da matéria a íntegra da nota oficial do Grupo J.Malucelli).

Malucelli revelou ainda que continua como proprietário da FM BandNews Curitiba e que está pensando em levar a programação da emissora do Grupo Bandeirantes para o atual prefixo da CBN. Dessa forma, além do 96.3, a Band News também poderá ser transmitida pelo prefixo 90.1, que pertence ao grupo J.Malucelli. Segundo o portal apurou, há tempos a direção nacional da CBN estaria descontente com o fato de Malucelli ser também concessionário da concorrente BandNews no Paraná. “Ouvimos este comentário”, admitiu o empresário.

Sob nova direção



A CBN Curitiba passará a ter como novo franqueado no estado o empresário Amarildo Lopes, dono da CBN Londrina, que também adquiriu a Light FM da capital. Também em entrevista ao portal, Lopes disse que a programação da emissora será descontinuada para dar lugar à da CBN, no prefixo 95.1, a partir de 1º de dezembro.

Além da CBN de Londrina, da qual é proprietário há 27 anos (ele é o segundo concessionário do Sistema Globo de Rádio mais antigo do país), Lopes tem mais duas emissoras na cidade do Norte do Paraná, a Mundo Livre e a Ayoba, ambas FM. Com a compra das duas emissoras de Curitiba, ele passa a controlar cinco prefixos no estado.

Nota oficial do Grupo J.Malucelli

“Grupo JMalucelli Comunicações deixa a CBN e mantém a rede Band News

O Grupo JMalucelli Comunicações, formado por emissoras de rádios, televisões e jornal online, com atuação em todo o Estado do Paraná, informa que deixará de transmitir, a partir de 31 de outubro de 2021, as notícias da Central Brasileira de Notícias (CBN), em Curitiba, da qual é parceiro desde 2004, portanto, há 17 anos. O contrato terminaria em 31 de dezembro, mas o empresário Joel Malucelli, presidente do Grupo JMalucelli Comunicações, pediu antecipação do encerramento para 31 de outubro. Nossa parceria, com a direção da CBN, sempre se pautou pelo profissionalismo, com destaque na produção de conteúdo noticioso de rádio na capital paranaense e região metropolitana, bem como na retransmissão das notícias da Rede CBN. Aprendemos, neste período, a solidificar nossa missão no rádio, e agradecemos à direção da rede e seus profissionais, que nos honraram com conhecimento. Informamos ainda que continuamos com a Band News Curitiba, produzindo conteúdo na capital paranaense e região metropolitana e transmitindo as notícias da rede, comandada pelo Grupo Bandeirantes”, diz o texto.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

10 comentários em “CBN Curitiba muda de mãos; Sistema Globo de Rádio e Grupo J.Malucelli decidem não renovar contrato”

  1. Joel maluceli condenado por corrupção deveria perder tais concessões do Estados digo POVO BRASILEIRO inclusive a do Banco .
    CRIMINOSO QUE LAVA DINHEIRO PUBLICO ROUBADO PARA SER MODELO DE DE SUCESSO!
    BANDIDO

  2. A frequência 90.1 têm em seu curriculum o nome Estação Primeira, que encerrou as transmissões em 1996; quem viveu aquela época e quem se recorda de ouvir a Estação, sabe que as rádios de hoje ( todas, sem exceção) não chegam a altura da unha encravada do dedo mindinho do pé esquerdo da Estação. Hoje, 25 avisa agora encerrar suas transmissões, a Estação Primeira ainda é, “uma rádio às frente do seu tempo”.

  3. A frequência 90.1 têm em seu curriculum o nome Estação Primeira, que encerrou as transmissões em 1996; quem viveu aquela época e quem se recorda de ouvir a Estação, sabe que as rádios de hoje ( todas, sem exceção) não chegam a altura da unha encravada do dedo mindinho do pé esquerdo da Estação. Hoje, 25 anos após encerrar suas transmissões, a Estação Primeira ainda é, “uma rádio às frente do seu tempo”.

  4. Fico triste em saber que a light deixará de transmitir essa programação atual. Considero uma das melhores da cidade. Aí explica-se porque os ouvintes acabam migrando para ouvir estações via streaming pela internet. A vida não é só ouvir notícias, faz-se necessário relaxar ouvindo boa música e cada vez as opções do FM estão mais limitadas.

  5. Pingback: tudoradio.com | Caso CBN / Light FM: Expectativa do mercado é de que mudanças em Curitiba (PR) ocorram até dezembro - Leitura Certa

  6. Pingback: tudoradio.com | Caso CBN / Light FM: Expectativa do meio é de que mudanças em Curitiba (PR) ocorram até dezembro - Leitura Certa

  7. Pingback: tudoradio.com | Caso CBN / Light FM: Expectativa do meio é de que mudanças em Curitiba (PR) ocorram até dezembro | AVAV

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X