Comunidade judaica de Curitiba celebra a Chanuka, a festa das luzes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Como ocorre há 26 anos em Curitiba, a comunidade judaica da capital realizou no entardecer desta terça-feira (30) a cerimônia de Chanuka na Praça 29 de Março, nas Mercês. No mesmo momento judeus do mundo inteiro acendem o candelabro (Chanukya) com oito velas mais a vela mestre.

O prefeito Rafael Greca acendeu a primeira luz do grande candelabro colocado junto à fonte da praça. A festa de luzes, que tem duração de oito dias, começa no por-do-sol do 24º para o 25º dia do mês judaico de kislev, nono mês do calendário hebraico que equivale aos meses de novembro e dezembro. “É com grande alegria que nos reunimos para celebrar mais uma festa de luz. A Luz nasceu para brilhar em lugar alto. A luz que cria o dia e ilumina as noites e que nos move com a esperança, seja a luz que iluminará a nossa cidade no ano que se inicia”, disse o prefeito ao lado dos rabinos Yossef Y. Dubrawiski, Menach Mendel Labcoviski e Menach Mendel Stolik e de outros líderes da comunidade.

Na cerimônia Judeus do mundo inteiro acendem ao mesmo tempo o candelabro (Chanukya) com oito velas mais a vela mestre. (Foto: Pedro Ribas/SMCS)

O presidente da Comunidade Israelita do Paraná, David Chaim Bergman, explica que Chanuka é a luz sobre a escuridão, que procura trazer esperança e alegria. “Historicamente foi um período no qual tiraram dos judeus a possibilidade de festejos e de estudar a Torá (livro sagrado judaico). Num destes momentos, sobrou apenas um frasco de óleo que daria para um dia, mas que durou oito dias, esse é o grande milagre da Chanuka”, diz Bergman.

LEIA TAMBÉM:

Depois de acesa a primeira vela (shamash), as demais vão sendo acesas até o oitavo dia. Famílias se juntam à comunidade, crianças ganham presentes e são servidos os latkes (bolinho de batata frito) e os sufganyots (sonhos recheados).

Também participaram da cerimônia o vice-prefeito Eduardo Pimentel; o presidente da Federação Israelita do Paraná, Isac Baril, o presidente do Beit Chabad, Marcos Slud, David Knopfholz, idealizador da Chanuka na Praça 29 de Março; Leandro Knopfholz, presidente da Escola Israelita, o vereador Pier Petruzziello, líder do Executivo na Câmara Municipal, e a administradora da Regional Matriz, Rafaela Lupion, entre outros.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X