DESKTOP

Núcleo de concursos da UFPR suspende prova da Polícia Civil e causa polêmica

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
O concurso público prevê o preenchimento de 400 vagas para todo o Paraná. (Foto: Divulgação AEN)

A prova para o processo seletivo da Polícia Civil paranaense estava marcada para este domingo (21), em mais de 350 locais de Curitiba e em outros 19 municípios do estado. Mais de 106 mil candidatos inscritos foram surpreendidos com a suspensão das provas, anunciada pelo Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná, organizadora do processo seletivo. A decisão foi publicada na página da entidade às 5h42 deste domingo.

A alegação dos organizadores se baseou na ausência da possiblidade de cumprimento dos protocolos de segurança necessários para evitar o contágio do novo coronavírus. De acordo com a direção, durante “a última checagem realizada” foi constatado que não havia condições de segurança, indispensável para a realização da prova em todos os locais de Curitiba e região Metropolitana, em função das medidas obrigatórias de distanciamento. A organização disse ainda que haveria risco à integridade das avaliações e o tratamento isonômico dos candidatos.

LEIA TAMBÉM:

Governador Ratinho Jr. se manifesta sobre suspensão


O descontentamento com a suspensão foi expressado pelas redes sociais. O governador Ratinho Jr. escreveu: “É inaceitável que mais de 100 mil candidatos tomem conhecimento horas antes do concurso. Concursandos de todo o país se deslocaram para Curitiba e região para realizar o concurso. Não compactuamos com esse desrespeito. Nossa Policia Civil já cobrou os devidos esclarecimento dos fatos e os culpados serão responsabilizados.”

O governo anunciou ainda que irá abrir processo administrativo por quebra de contrato contra o Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná (NC-UFPR), que decidiu unilateralmente suspender a aplicação das provas agendadas.

Coletiva Polícia Civil

Em nota a Polícia Civil do PR se disse surpreendida com a decisão. De acordo com o texto, a retomada do andamento desse concurso é muito aguardada pela Instituição Policial Civil e pela sociedade paranaense, na medida em que visa a recomposição urgente do deficitário quadro de servidores para atender as demandas de área essencial, que é a segurança pública. Esperava-se o preenchimento de 400 vagas para delegados, investigadores e papiloscopistas.

Até o fechamento desta reportagem, não havia sido divulgada uma nova data para a realização das provas. O concurso já tinha sido adiado em junho também em função da pandemia do novo coronavírus. À época, as provas estavam previstas para serem aplicadas no dia 26 de julho.

O delegado geral da Polícia Civil do Paraná, Silvio Jacob Rockembach, atendeu a imprensa neste domingo (21), às 12h30, na Casa Rosada para falar sobre as ações que serão adotadas em razão do cancelamento do concurso público.

Acompanhe um dos trechos dessa entrevista, no video abaixo:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

blank

Veja Também

blank

1 comentário em “Núcleo de concursos da UFPR suspende prova da Polícia Civil e causa polêmica”

  1. blank

    A PC-PR foi a grande culpada por isso, pois quis fazer prova em plena pandemia e nao deu bola para as recomendações dos outros órgãos. A banca cumpriu o item 23.6 do edital, poderia suspender até no momento da aplicação da prova.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

blank
X