Confira passeios imperdíveis em Chicago destacados pela arquiteta e colunista Daniela Barranco

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Daniela Barranco

Chicago mistura o urbano e a natureza (Foto: Acervo Pessoal)

Chicago é uma cidade de realidades opostas, grande, agitada e repleta de charme. Você percebe instantaneamente essa beleza que mistura o urbano e a natureza na terceira maior cidade dos EUA. No coração do Centro-Oeste, Chicago conta com arranha-céus enormes, 77 bairros cheios de cor, lagos que somam 42 quilômetros de orla, 26 praias, 580 parques e espaços naturais.

Chicago goza de uma reputação mundial como ponto focal da arquitetura e arte do século XX, arquitetos e artistas como Louis Sullivan e Frank Lloyd Wright, Picasso, Miró, Dubuffet e Chagall têm a cidade como lar de seus trabalhos.

Inspirada por essa cidade incrível, depois da minha viagem por lá, selecionei pontos de destaque que você precisa conhecer. Confira:

ART INSTITUTE OF CHICAGO

O Art Institute of Chicago é um museu com um acervo incrível de obras de arte. A coleção diversificada conta com pinturas, gravuras, fotografia, escultura, artes decorativas, têxteis, desenhos arquitetônicos e muito mais.

O Instituto é conhecido por sua coleção de pinturas impressionistas e pós-impressionistas, incluindo 1884 A Sunday Afternoon on La Grande Jatte, de Georges Seurat; Acrobats at the Cirque Fernando, de Renoir, de 1879 – sem contar das inúmeras pinturas de Claude Monet, Rembrandt e Picasso. 

O edifício principal, projetado por Shepley, Rutan e Coolidge em estilo beaux-arts, foi construído para a Exposição Mundial Colombiana, de 1893. Vários outros edifícios foram adicionados ao longo dos anos e hoje o complexo mede 120.000 m².

MILLENNIUM PARK

O Millennium Park faz parte do Grant Park, sua peça central é uma escultura de 110 toneladas chamada “Cloud Gate, conhecida popularmente como BEAN, a obra tem uma superfície de aço inoxidável polida e espelhada inspirada no mercúrio líquido. Ele reflete o entorno, incluindo os prédios, o céu e os turistas que percorrem seu arco central.

Outra grande atração do Millennium Park é a Crown Fountain, uma fascinante interpretação moderna da antiga gárgula que dá a aparência de água fluindo da boca de imagens projetadas de cidadãos de Chicago. Outras coisas populares para fazer aqui incluem assistir a uma apresentação no Jay Pritzker Pavilion, projetado por Frank Gehry. Uma pista de gelo acomoda patinadores no inverno e serve como restaurante ao ar livre no verão, é super interessante ver a mudança do cenário entre as diferentes estações do ano.

NAVY PIER

Outro local de visita obrigatória em Chicago é o incrível Navy Pier, que se projeta para o Lago Michigan e oferece muitos tipos de diversão e entretenimento familiar. Repleto de passeios, jardins e uma infinidade de atrações – o píer de um quilômetro de extensão conta com inúmeros restaurantes e lojas. O Navy Pier abriu originalmente em 1916 como uma área de diversão e instalação de transporte, mas agora é uma das atrações turísticas mais populares de Chicago. Hoje o local oferece uma roda-gigante de 150 pés e um carrossel histórico, no Navy Pier Park.

WILLIS TOWER SKYDECK

Até 1996, quando as Torres Petronas foram construídas, em Kuala Lumpur, a Sears Tower (agora Willis Tower), era o bloco de escritórios mais alto do mundo. Hoje a construção já perdeu seu titulo de prédio mais alto, mas mesmo assim a vista é incrível e vale a visita. Em um dia claro, você pode ver até 80 quilômetros em quatro estados e obter uma visão panorâmica da impressionante arquitetura de Chicago.

A Willis Tower levou três anos para ser construída e foi aberta ao público em 1974. O prédio tem 440 metros com uma área de observação, chamada SkyDeck, no 103º andar. Uma caixa de vidro com piso de vidro, conhecida como Ledge, se projeta do SkyDeck, onde os visitantes podem ficar de pé e olhar diretamente para a cidade abaixo.

CONSERVATÓRIO GARFIELD PARK

Nas cúpulas úmidas e envidraçadas do Garfield Park, você encontra milhares de espécimes de plantas, em tons de joias, que filtram toxinas do ar do local por toda parte. O espaço é elegantemente exposto em suas vitrines verdejantes da flora de locais úmidos e secos. O local conta com uma programação completa durante todo o ano: o colorido show de flores da primavera, exposições internas permanentes e exibições de férias. 

RIVERWALK

Chicago Riverwalk é um dos espaços ao ar livre mais bonito da cidade, onde você pode encontrar arte pública, passeios de barco e aluguel de caiaques. É também o lar de alguns dos restaurantes mais pitorescos, onde você encontra de tudo, desde bolas de sorvete a tábua de queijos artesanal.

Ao redor do Riverwalk, encontra-se o Marian Tower projetado pelo arquiteto visionário Bertrand Goldberg. Empoleirado à beira do rio Chicago, o complexo brutalista valorizou o centro da cidade e incluiu comodidades inovadoras na época, como: uma mercearia no local, pista de boliche e marina.

TRIBUNE TOWER

O projeto deste famoso arranha-céu foi a proposta vencedora de John Mead Howells e Raymond Hood, de uma competição em 1922, realizada pelo jornal Chicago Tribune. Além de seu notável design neogótico, a construção apresenta fragmentos de algumas das estruturas mais famosas do mundo – o Taj Mahal, a Grande Muralha da China, Angkor Wat e as Grandes Pirâmides. Um pedido do dono do jornal aos seus correspondentes internacionais, foi trazer esses fragmentos para compor a fachada do novo edificio.

FRANK LLOYD WRIGHT

Nenhum arquiteto foi mais influente na criação de um estilo exclusivamente americano do que Frank Lloyd Wright, cujo talento foi cultivado em Chicago. O arquiteto ganhou ainda mais evidência depois que abriu seu próprio estúdio, no vizinho Oak Park, em 1889.

Na área de Chicago encontram-se três grandes obras que são visitas essenciais para qualquer fã de Wright. Todas as três estão abertas ao público. São elas: Robie House, casa-estúdio de Wright e a casa da Avenida Forest.

MAGNIFICENT MILE

A Magnificent Mile é o local mais famoso para compras de Chicago. A faixa de menos de dois quilômetros da Michigan Avenue fica entre a Oak Street e a Michigan Avenue Bridge, no centro. Os altos edifícios dos dois lados da rua abrigam escritórios, restaurantes, hotéis e centenas de lojas.

A “milha” ganhou esse nome na década de 1940, graças a suas moradias e exclusivos estabelecimentos comerciais que sedimentaram sua fama como centro varejista após a Grande Depressão. Ainda hoje, existem dois dos edifícios históricos que sobreviveram ao Grande Incêndio de 1871: a Torre de Água e a Estação de Bombeamento. A Torre de Água agora é um sofisticado shopping center: o Water Tower Place.

Chicago é um destino cosmopolita com experiências memoráveis e inesperadas. Essa cidade tem uma quantidade de atrações, construções e lugares que nunca se esgotam, a cada viagem encontro e conheço coisas novas.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X