Conheça as maravilhas e contrastes da cidade do Cairo na coluna de viagens de Daniela Barranco

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Foi conhecendo de perto as Pirâmides de Gizé, o Mar Vermelho e os segredos dos faraós que defini os temas dos próximos três textos da coluna. O Egito é um destino fascinante e repleto de história e arquitetura. Nos próximos textos vou compartilhar as principais dicas e destaques desse país mágico.

Para começar a nossa viagem, vou contar sobre as maravilhas e contrastes da cidade do Cairo. Confira!

Cidade do Cairo

Daniela Barranco

PIRÂMIDE DE SAQQARA

Conhecida como a pirâmide de degraus, a pirâmide de Saqqara é a mais antiga conhecida no Egito e foi construída por volta de 2630 aC, em Saqqara, para o rei Djoser da terceira dinastia.

Segundo os historiadores, o arquiteto da pirâmide foi Imhotep, um sacerdote e curandeiro, que ao longo do reinado de quase 20 anos do rei Djoser, reuniu seis camadas de pedras em degraus que eventualmente alcançaram uma altura de 62 metros, essa construção foi o edifício mais alto de seu tempo.
As recentes descobertas já estão ajudando a redefinir o local não mais como um cemitério silencioso, mas como um vibrante centro econômico e espiritual, cheio de templos, casas de embalsamamento, barracas e oficinas.

PIRÂMIDES DE GISÉ

As pirâmides mais famosas do Egito são sem dúvidas as grandes Pirâmides de Gizé. As três construções estão localizadas em um planalto na margem oeste do Rio Nilo, nos arredores do Cairo. Dependendo do lugar que você está na cidade é possível ter como paisagem as belas construções.
A maior e mais antiga das três pirâmides de Gizé, conhecida como a Grande Pirâmide, é a única estrutura sobrevivente das famosas Sete Maravilhas do Mundo Antigo. Foi construída para o Faraó Khufu, o segundo dos oito reis da quarta dinastia. Os lados da base da pirâmide têm em média 230 metros e sua altura original era de 147 metros, o que a torna a maior pirâmide do mundo.

Três pequenas pirâmides construídas para as rainhas de Khufu estão alinhadas ao lado da Grande Pirâmide. Os antigos feitos da engenharia em Gizé foram tão impressionantes que até hoje os cientistas não podem ter certeza de como as pirâmides foram construídas. Mesmo assim, aprenderam muito sobre as pessoas que os construíram e o poder político necessário para que isso aconteça.

Os construtores eram trabalhadores egípcios qualificados e bem alimentados que viviam em uma cidade temporária próxima. Escavações arqueológicas no local revelaram uma comunidade altamente organizada e rica em recursos.

Esse é um dos pontos turísticos obrigatórios para todo turista no Egito, um lugar de muita história, cultura e com uma energia única.

ESFINGE

Daniela Barranco em frente à Esfinge. (Foto: Acervo pessoal)

A Esfinge é a escultura de pedra mais antiga e longa do Reino Antigo. Durante a décima oitava dinastia, era chamado de “Hórus do Horizonte”, o deus sol que fica acima do horizonte. Mais tarde, muitas imagens de esfinges foram esculpidas em tamanhos menores. Acredita-se que a face da Grande Esfinge seja a de Quéfren, o faraó da quarta dinastia que construiu a segunda maior pirâmide da tríade de Gizé. Na imagem da Esfinge, o faraó era visto como um deus poderoso.

Esculpida em um afloramento de calcário natural, a Esfinge tem 19,8 metros de altura e 73,2 metros de comprimento. Ele está localizado a uma curta distância da Grande Pirâmide de Gizé, perto da cidade do Cairo. A Esfinge e as Piramides compõem uma paisagem linda que conta a história do Egito Antigo.

MUSEU EGÍPCIO

O Museu Egípcio é o museu arqueológico mais antigo do Oriente Médio e abriga a maior coleção de antiguidades faraônicas do mundo. O museu exibe uma extensa coleção que vai do período pré-dinástico à era greco-romana.

Entre a coleção incomparável do museu estão os sepultamentos completos de reis e rainhas do Egito, além dos artefatos inestimáveis que contam a história não só do Egito, mas das civilizações da região que existiram na mesma época. O museu também abriga as esplêndidas estátuas dos grandes reis Khufu, Khafre e Menkaure, os construtores das pirâmides no planalto de Gizé. Uma extensa coleção de papiros, sarcófagos e joias que completam este museu único.

Um detalhe importante, com mais de 100.000 itens, o museu apresenta cerca de 1.700 itens da tumba de Tutancâmon, incluindo a máscara de ouro maciço que cobria a cabeça do faraó. Por isso, é bom separar um tempo generoso para aproveitar ao máximo as experiências que o Museu Egipcio tem a oferecer.

MUSEU NACIONAL DA CIVILIZAÇÃO

O novo Museu Nacional da Civilização Egípcia teve sua inauguração com a exibição de 22 múmias reais que foram transportadas para o museu após a Parada de Ouro dos Faraós. Um espetáculo multimilionário, que transmitiu as múmias sendo transportadas em veículos especiais do Museu Egípcio perto da Praça Tahrir até sua nova casa.

As múmias reais que foram transferidas para o novo museu são de 18 faraós e quatro rainhas egípcias. Entre eles estão as múmias do Rei Ramsés II, Ramsés III, Tutmés I, Seqnen Ra, Hatshepsut Amenhotep o Primeiro, Amenhotep II, Amenhotep III, Ahmose Nefertari, Mérito Amon, Merenptah, Seti I e Seti II.

O espetáculo está disponível na internet. Depois de assistir, a vontade de conhecer esse novo museu só aumenta, vale super a visita.

MERCADO KHAN EL KHALILI

Khan El Khalili, ou Jan El Jalili, é o mercado mais famoso do Egito e de todo Oriente Médio. Sua origem data do ano 1382, quando o sultão mameluco Djaharks el-Jalili decidiu construir um lugar de descanso para os comerciantes da região. O lugar escolhido foram as ruínas de um antigo cemitério fatímida.

Khan el Khalili é um lugar dos mais exóticos e que caracteriza de forma completa o Egito do passado e o atual. Neste mercado árabe, em meio a toda atmosfera de um mercado popular, você vai se surpreender com o ir e vir de pessoas de todas as partes do mundo. O Khan el Khalili tem um aroma próprio e inesquecível de especiarias, é multicolorido e fornece os mais variados produtos.

A cidade do Cairo é apenas o inicio dessa viagem que é um destino lindo e fascinante. Continuamos a viagem pelo Egito no próximo texto.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

1 comentário em “Conheça as maravilhas e contrastes da cidade do Cairo na coluna de viagens de Daniela Barranco”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X