Conselho Regional de Medicina do Paraná lamenta morte de Deisi Ribinski Silva por Covid

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

A médica Deisi Ribinski Silva, eleva para 62 o número de médicos que morreram de Covid-19 no Paraná. (Foto: Arquivo pessoal)

O Conselho Regional de Medicina do Paraná publicou nota de pesar lamentando o falecimento da médica do trabalho Deisi Ribinski Silva, ocorrido nesta quarta-feira (28) após 40 dias internada em unidade hospitalar de Curitiba devido a complicações pela Covid-19. Prestes a completar 53 anos de idade, ela tinha 27 anos de formação em medicina. Deisi Ribinski Silva deixa marido, o médico pediatra Carlos Alberto da Silva, e três filhos: Juliana, Guilherme e Luisa.

Natural de Curitiba, onde nasceu em 13 de maio de 1968, Deisi formou-se em medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, em janeiro de 1994. Registrou-se no CRM do Paraná em fevereiro do mesmo ano e depois obteve o título de especialista em medicina do trabalho. Era sócia ativa da APAMT desde 2010. Depois de experiências em curso de administração e em atividades de fotografia, teatro e dança, ela concentrou sua carreira na especialidade, sendo funcionária do Instituto de Tecnologia do Paraná. No período de 2012 a 2014, foi precursora da Medicina do Trabalho na Feas, “sendo lembrada por seus colegas de trabalho pelo comprometimento com a implantação dos processos no setor de medicina ocupacional, por sua dedicação e atenção aos pacientes”, como assinalado na nota de pesar emitida pela Fundação.

A médica Deisi Ribinski Silva, eleva para 62 o número de médicos que morreram de Covid-19.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:


Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X