DESKTOP

Consumo de vinho aumenta no Brasil, chilenos estão entre os preferidos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
Os números de exportação apontam um aumento de 19,1% do vinho chileno ao país, em comparação ao mesmo período de 2019. (Foto: Divulgação/Freepik)

O Brasil é, atualmente, o principal destino das exportações chilenas de vinho envasado ao mundo, o que corresponde a US$ 148 milhões (entre janeiro e outubro de 2020), ultrapassando os mercados do Reino Unido, Japão e China, informa o ProChile Brasil. A boa performance pode ser constatada pelos números de exportação, que apontam um aumento de 19,1% do vinho chileno ao país, em comparação ao mesmo período de 2019.

Durante a pandemia, as grandes vinícolas chilenas focaram no e-commerce e os pequenos produtores puderam suprir grande parte de suas vendas em exportação, voltadas para o consumidor final, cujo consumo durante o confinamento aumentou em 900%.

blank
A região de O’Higgins, no Chile, área de vinhedos com condições climáticas favoráveis. (Foto: Stingy Nomads)

O Chile é, na atualidade, o primeiro exportador de vinhos do ‘novo mundo’, com uma área total de vinhedos para vinificação ocupando mais de 190 mil hectares, os quais possuem um potencial de produção de cerca de 1,3 milhão de litros, em média, por ano, considerando condições climáticas favoráveis. Esta área de vinhedos encontra-se, principalmente, nas regiões de O’Higgins e Maule, que concentram mais de 72% de todo o território nacional. Das 63 cepas que se cultivam no país andino, a mais plantada é a Cabernet Sauvignon, com 39% do total, seguida da Merlot, com 12%, e Carménère, com 10%. Abaixo de 10% estão as cepas Sauvignon Blanc (9%), Syrah (8%) e Chardonnay (7%).

LEIA TAMBÉM:

O monitoramento desses números é feito pela ProChile, instituição do Ministério das Relações Exteriores do Chile responsável por promover o fornecimento exportável de bens e serviços chilenos e contribuir para o desenvolvimento do país, por meio da internacionalização de empresas chilenas, da promoção da imagem do país, do investimento estrangeiro e do turismo.

No Brasil consumo aumenta em 2020

O consumo per capita cresceu 26% no Brasil, passando de 2,13 litros em 2019 para 2,70 litros de janeiro a setembro de 2020. O isolamento provocado pela pandemia, aparentemente, pode ter influenciado no crescimento. Os dados constam em estudo desenvolvido pela Ideal Consulting e revelam o bom momento do setor, que apesar da crise, segue com um histórico de boas produções.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

blank

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X