Curitiba começa a vacinar pessoas com comorbidades como hipertensão e diabetes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
A consultora de brinquedos pedagógicos Marisa Copi, de 59 anos, hipertensa e diabética, tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19. (Foto: Ricardo Marajó/SMCS)

O grupo prioritário das pessoas com comorbidades começou a receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19 na manhã desta terça-feira (11) em Curitiba. O cronograma vai imunizar pessoas com 59 anos que, comprovadamente, tenham algum dos 22 tipos de doenças preexistentes listadas no Plano de Imunização Contra a Covid-19, do Ministério da Saúde (confira aqui a lista). A vacinação deste grupo vai seguir o critério etário, dos mais velhos para os mais jovens.

No final da manhã desta terça-feira, o prefeito Rafael Greca usou as redes sociais para reforçar a necessidade de fazer o cadastro para agilizar o processo de vacinação. “Para facilitar o processo de vacinação, pedimos a todos que façam seu cadastro no app #SaúdeJá ou pelo site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br. A vacinação será feita em 18 locais das 8h às 17h. Mais tivermos, mais aplicaremos”, escreveu ele no perfil pessoal.

A consultora de brinquedos pedagógicos Marisa Copi, de 59 anos, integra o grupo porque é hipertensa e diabética. “É uma emoção que não tem dinheiro no mundo que pague. Fiquei trancada em casa desde o início da pandemia e agora vislumbro a possibilidade de rever de perto as pessoas que amo”, falou, após receber a primeira dose da vacina. A consultora foi vacinada no Pavilhão da Cura do Parque Barigui, um dos 18 pontos de imunização da cidade.

Marisa faz o controle das doenças crônicas na rede municipal de Saúde, na Unidade de Saúde Mãe Curitibana. Como os demais pacientes acompanhados pelo SUS Curitibano, precisou apenas apresentar documento de identificação no ponto de vacinação para garantir sua dose do imunizante.

Pessoas desse grupo prioritário devem apresentar a declaração médica no modelo disponibilizado pelo Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) para ser vacinado. O aposentado Claus Eckstein, de 59 anos, contou que o médico que o acompanha providenciou e assinou o documento. “Foi muito fácil, não precisei de deslocamentos”, disse. 

LEIA TAMBÉM:

Cadastro

O cronograma de vacinação para as pessoas com comorbidades será por idade, do mais velho para o mais novo. Novas faixas etárias serão anunciadas pela Prefeitura de Curitiba, que depende da quantidade de doses de vacinas recebidas. Para facilitar o processo de vacinação e evitar filas, a Secretaria Municipal da Saúde pede que as pessoas preencham antecipadamente o cadastro na plataforma Saúde Já, pelo aplicativo de celular ou pelo site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br.

Se possível, as pessoas podem imprimir e preencher antecipadamente o Termo de Consentimento, que deverá ser entregue no momento da vacinação, disponível neste link. Para receber a vacina é preciso apresentar ainda um documento de identificação com foto, CPF, comprovante de residência com endereço válido de Curitiba e levar uma caneta.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X