Curitiba pede aos prefeitos da região metropolitana que adotem medidas restritivas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
A reunião virtual foi realizada logo após o anúncio da mudança de bandeira na capital. (Foto: Hully Paiva/SMCS)

Para ampliar a eficácia das medidas restritivas no combate à Covid-19 e reduzir a sobrecarga na rede de saúde, a prefeitura solicitou aos prefeitos da região metropolitana de Curitiba que adotem as mesmas regras do Decreto Municipal 940, que passa a vigorar a partir deste sábado (29) e coloca a capital do estado em bandeira vermelha, a mais restritiva escala de controle contra o novo coronavírus. 

O apelo foi feito na tarde desta sexta-feira (28), durante reunião por videoconferência da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec). O encontro virtual foi realizado logo após a divulgação da adoção da nova bandeira na capital.

O vice-prefeito de Curitiba e coordenador municipal de Ações Integradas com a Região Metropolitana de Curitiba, Eduardo Pimentel, ressaltou aos representantes dos municípios vizinhos a importância do trabalho coletivo e alinhado na RMC para diminuir a disseminação do vírus entre a população. 

“Reiteramos a necessidade de um esforço conjunto para uma crise sanitária que não é só de Curitiba, mas da Grande Curitiba. Precisamos do enfrentamento de todos para vencer esses vírus”, destacou Pimentel.

LEIA TAMBÉM:

Durante a reunião, a assessora especial do Gabinete do Prefeito, Cibele Fernandes Dias, apresentou detalhadamente todos os artigos do Decreto Municipal 940 aos prefeitos e representantes dos municípios da Região Metropolitana de Curitiba. O documento serviu de base para uma minuta de decreto metropolitano, no âmbito da Assomec. 

“Ontem, passamos quatro horas ouvindo representantes da Saúde e de vários setores econômicos, fazendo um ajuste fino e assim nasceu este decreto. Pedimos para os municípios da RMC seguirem, especialmente os do Primeiro Anel, nos ajudando a fazer essa barreira de contenção”, acrescentou Cibele.

Ela referiu-se à reunião feita com a sociedade civil realizada on-line na última quinta-feira (27) para discutir soluções unificadas na luta contra o novo coronavírus. Entre os apontamentos dos representantes da Saúde na reunião, lembrou-se que cidadãos dos municípios da região metropolitana também usam a rede hospitalar do SUS em Curitiba, mais um motivo para que as cidades vizinhas se comprometam com o enfrentamento conjunto à doença.

Participantes

A atual gestão da Assomec é presidida pelo prefeito de Curitiba, Rafael Greca, que na reunião foi representado pelo vice-prefeito, Eduardo Pimentel.

O encontro por videoconferência teve a participação de representantes de 22 dos 29 municípios da região metropolitana. Entre eles, os prefeitos Gerson Denilson Colodel (Almirante Tamandaré); Moisés Branco da Silva (Dr Ulysses); Karime Fayad (Rio Branco do Sul); Marcos Zanetti (Balsa Nova), James Karson Valério (Rio Negro) e Vandir de Oliveira Rosa (Adrianópolis); os vice-prefeitos Alcione Luiz Giarreton (Colombo) e Osmar Leonardi (Campo Magro); e de secretários e representantes de Pinhais, Tunas do Paraná, Campo Largo, Itaperuçu, Quatro Barras, Tijucas do Sul, Contenda, Agudos do Sul, Fazenda Rio Grande, Araucária, Campo do Tenente, Bocaiúva do Sul e São José dos Pinhais.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X