Curitiba recebe a primeira clínica especializada em cannabis para uso medicinal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

A clínica médica Gravital que oferece medicamentos à base de cannabis (planta que dá origem à maconha) para diversos tratamentos de saúde. (Foto: Divulgação)

Acaba de ser inaugurada em Curitiba a primeira filial da clínica médica Gravital que oferece medicamentos à base de cannabis (planta que dá origem à maconha) para diversos tratamentos de saúde. A prescrição de produtos elaborados a partir da cannabis no Brasil é legalizada desde 2015, quando a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou uma resolução para atender aos pedidos de pacientes e familiares que antes disso precisavam utilizar os produtos de forma ilegal.

A primeira unidade da Gravital surgiu em 2019, no Rio de Janeiro, por iniciativa do empresário Joaquim Dias de Castro. Em Curitiba, a clínica, no Alto da XV, é dirigida pela médica endocrinologista Amélia Ferreira de Carvalho, formada pelo Instituto Superior de Medicina e membro da Society of Cannabis Clinicians. Além dela, a unidade conta com a psiquiatra Mariana de Oliveira Montibeller, especializada pelo Centro de Estudos José de Barros Falcão (CEJBF/RS). “Eu já vinha tratando meus pacientes com produtos à base de cannabis com ótima resposta. Então, o convite para abrir a filial de Curitiba veio em hora certa”, diz a médica.

LEIA TAMBÉM:

A clínica oferece a chance de tratamento para pacientes com quadros clínicos diversos, tais como doenças autoimunes, insônia, ansiedade, enxaqueca, alzheimer entre outras, e também a portadores do Transtorno do Espectro Autista (TEA), que não apresentaram resposta adequada aos tratamentos convencionais. Desde a abertura da clínica, os casos mais tratados pela clínica são: ansiedade (39%); Parkinson (9%); Alzheimer (8%); fibromialgia (8%); depressão (8%); autismo (5%) e dor crônica (4%). Somados, representam 81% dos atendimentos.

“Tratamos todas as condições clínicas que potencialmente podem se beneficiar de terapia à base de canabinoides. Gostamos do teleatendimento, mas nossa experiência demonstra que para algumas condições clínicas é muito importante um atendimento presencial”, explica o médico Pietro Vanni, diretor medico geral de todas as unidades da clínica e responsável pela padronização dos atendimentos e protocolos.

Um dos grandes avanços da medicina canábica é o novo modelo de liberação da Anvisa. Antes, o paciente precisava fazer o pedido na agência com uma receita, um termo de consentimento e um relatório citando outros remédios que já havia tomado, além de anexar artigos científicos, que podia durar três meses até a liberação. Desde 2020, a autorização para a compra do medicamento não demora mais que duas semanas. Atualmente mais de 7 mil pessoas já obtiveram essa permissão.

Pandemia

A clínica oferece a chance de tratamento para pacientes com quadros clínicos diversos, tais como doenças autoimunes, insônia, ansiedade, enxaqueca, alzheimer entre outras, e também a portadores do Transtorno do Espectro Autista. (Foto: Divulgação)

Segundo o fundador da clínica, a pandemia fez surgir mais pacientes em busca de tratamentos alternativos. “Foi principalmente a busca de tratamentos para ansiedade que a Gravital mais atendeu à necessidade da população em confinamento e ao mesmo tempo não queriam tomar remédios tarja preta, então buscavam uma alternativa natural e com menos efeitos colaterais”, afirma Castro.

Serviço
Clínica Gravital
Endereço: Rua Professor Brandão, 8 – Alto da XV
Telefone: (41) 3180-0798
Site: https://clinicagravital.com.br/

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X