DESKTOP

De olho no turismo interno, Paraná ganha nova região turística reunindo nove municípios

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

RT-sul-do-parana
15ª Região Turística do Paraná fará parte da próxima atualização do Mapa Brasileiro do Turismo. (Foto: Prefeitura de União da Vitória)

A pandemia redesenhou o mapa do turismo mundial. Agora estão em alta viagens e destinos domésticos, num raio de 200 quilômetros da casa do viajante, e com o deslocamento feito de carro. Levando em conta essa nova realidade, acaba de ser criada no Paraná a 15ª Região Turística do Estado, chamada RT Sul do Paraná, que abrange os municípios de Antônio Olinto, São Mateus do Sul, Paulo Frontin, Paula Freitas, União da Vitória, Porto Vitória, General Carneiro, Bituruna e Cruz Machado. A Associação de Turismo e Meio Ambiente do Vale do Iguaçu (Atema) é a responsável por fazer a gestão da área.

A nova Região Turística foi apresentada durante a 84ª Reunião Ordinária do Conselho Paranaense de Turismo, que aconteceu na última quinta-feira (11), com a presença do secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do estado, Márcio Nunes, que destacou o impacto da RT Sul do Paraná para os municípios que a integram. “Essa nova região será muito importante para que o desenvolvimento desses nove municípios seja focado em atividades turísticas, que será, sem dúvida, uma das atividades econômicas mais importantes nesse processo de retomada da nossa economia”, afirma.

RT-sul-do-parana
Região Turística Sul do Paraná é a 15ª do estado. (Foto: Karoline Fogaça/Prefeitura de Bituruna)

As mobilizações para a criação da nova região turística surgiram entre junho e julho de 2020, quando houve uma articulação entre os munícipios do Território Iguaçu, que fazem parte da Associação dos Municípios do Sul do Paraná, o Sebrae e a Paraná Turismo. Agora, a nova RT está apta, sob a chancela do Conselho Paranaense de Turismo, a integrar o Mapa Brasileiro do Turismo em sua próxima atualização – que, de acordo com a diretora técnica da Paraná Turismo, Isabella Tioqueta, ocorre em 2021 – e a fazer companhia às outras 14 regiões já existentes no estado. Integram essas regiões 217 municípios que estão categorizados sob alguns critérios, como a demanda de turistas, nas categorias A, B, C, D e E.

Vocações

A RT Sul do Paraná já nasce com inúmeras vocações, como o turismo religioso, por contar com diversos santuários, e monumentos espalhados pelos municípios; turismo de inverno, por ser a mais fria do estado, inclusive com temperaturas negativas recordes; turismo de natureza, já que é nessa região que o Rio Iguaçu apresenta um dos trechos mais apropriados para a prática de esportes aquáticos, além da presença de muitas cachoeiras e de circuitos de cicloturismo.

LEIA TAMBÉM:

Além disso, a região também possui alguns roteiros turísticos já formatados, como a Rota Sul das Cachoeiras, City Tour, Roteiro Ucraniano e Passeio de barco Interpontes, em União da Vitória, e a Rota do Vinho, em Bituruna.

A região já conta com uma certificação de Indicação de Procedência, com a erva-mate de São Mateus do Sul. Isso significa que seu “modo de fazer” é único e indissociável da região, o que acaba sendo a marca do produto daquela localidade, a exemplo do que aconteceu recentemente com as balas de banana de Antonina. Atualmente, a região é a maior produtora de erva-mate do Paraná, responsável por 62% da produção estadual. O município de Bituruna também está em busca, junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), da Indicação Geográfica do vinho, com as variedades de uva Bordô e Casca Dura.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

blank

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

blank
X