DESKTOP

Efeitos da pandemia: alta demanda por procedimentos estéticos no rosto e nos dentes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

blank
Os tratamentos estéticos menos invasivos são os mais indicados. (Foto: Divulgação)

Harmonização facial, bichectomia, aplicação de botox, clareamento dos dentes e correção ortodôntica são algumas das diversas opções de procedimentos para melhorar a estética do rosto. Com o cenário de isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus, a procura por essas soluções se intensificou, tanto pelos efeitos psicológicos quanto pelo fato das pessoas estarem mais focadas nos detalhes.

O dentista e especialista em saúde coletiva na Neodent, João Piscinini, afirma que, nesse período, os casos de bruxismo aumentaram consideravelmente nos consultórios, como resposta à ansiedade e estresse que acompanham a pandemia, provocando fratura e desgaste dos dentes. “Com os casos de bruxismo mais intensos, muitos pacientes aproveitaram para buscar os procedimentos estéticos, optando pelo clareamento dental, harmonização facial, entre outros. Para eles, o período de isolamento social foi uma boa alternativa para fazer esses procedimentos que já tinham em mente há um tempo, por terem agora a possibilidade de ficar de repouso em casa, quando necessário”, afirma.

LEIA TAMBÉM:

Entre as soluções estéticas odontológicas mais procuradas estão as lentes de contato, uma espécie de lâmina de porcelana que é colada sobre o dente com a finalidade de melhorar a cor e a forma, e algumas que envolvem procedimentos cirúrgicos. “Falando nas opções de harmonização facial, nós temos exemplos como o botox, o preenchimento labial e até mesmo a bichectomia, um procedimento cirúrgico em que se remove a bola de bichat, que nada mais é do que a ‘gordurinha’ das bochechas”, explica o cirurgião-dentista.

Prudência

Com a alta procura, há o alerta sobre algumas questões que devem ser levadas em conta pelos pacientes. Para Piscinini, o problema estaria em priorizar um procedimento apenas pela questão estética, sem ter como foco a melhoria da saúde como um todo. “A principal missão da odontologia é prevenir e tratar as doenças bucais, por isso todo procedimento puramente estético que passa na frente de tratamentos preventivos e curativos, de cara já está trazendo um prejuízo ao paciente. Existem sim tratamentos que, quando bem indicados, alinham estética e função. Um exemplo é a própria bichectomia, que é uma boa alternativa quando o paciente tem o hábito de mordiscar as bochechas devido ao volume excessivo. Mas a minha recomendação é que as pessoas sempre priorizem os tratamentos que forem mais urgentes e só façam procedimentos estéticos quando estiverem com uma boa condição de saúde bucal”, orienta.

Há o alerta também para o uso de soluções caseiras sem a recomendação de um dentista. “O clareamento dos dentes é um dos procedimentos mais procurados, com o objetivo de deixar o sorriso mais branco. Mas, o uso de produtos para clareamento caseiro ou de receitas que não tenham a indicação de um profissional pode trazer sérios riscos ao paciente, como sensibilidade excessiva, danos irreversíveis aos tecidos dentários e até queimaduras na gengiva”, diz o dentista.

Comunicação entre profissional e paciente

Para evitar complicações e a necessidade de novos tratamentos, alguns resultados estéticos podem ser alcançados de forma minimamente invasiva e, para isso, é essencial o diálogo e acompanhamento com um profissional. “Podemos considerar menos invasivos os procedimentos que não envolvem o desgaste do dente, por isso é bem importante que o dentista e o paciente tenham uma conversa bem aberta para alinhar as expectativas do paciente com as possibilidades que existem. Muitas vezes o desejo do paciente pode ser atendido com um procedimento mais conservador. Um exemplo: se o paciente está satisfeito com a forma e o alinhamento dos dentes e sua queixa é apenas a cor mais escurecida, ele pode resolver isso com um clareamento dental em vez de fazer uma faceta ou uma lente de contato. Então a comunicação entre profissional e paciente é fundamental nesse sentido”, comenta.

Sobre a Neodent

Fundada há mais de 25 anos, a Neodent é a empresa líder em implantes no Brasil, e vende mais de um milhão de implantes anualmente. A Neodent está entre os três principais fornecedores de implantes do mundo, fornecendo para mais de 60 países. O sucesso da marca se deve a soluções odontológicas diretas, progressivas e acessíveis, que trazem novos sorrisos para milhões de pessoas. Sediada em Curitiba, a Neodent é uma empresa do Grupo Straumann, líder global em substituição de dentes e soluções odontológicas que restauram sorrisos e confiança.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X