Em obituário, Wall Street Journal diz que Jaime Lerner foi guru global do planejamento urbano

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

“O segredo de Curitiba é a simplicidade, disse Jaime Lerner, ex-prefeito da cidade brasileira”. (Foto: Heuler Andrey/Getty Images)

O americano Wall Street Journal fez um obituário do ex-prefeito e ex-governador Jaime Lerner, que morreu no dia 27 de maio aos 83 anos. Publicado no dia 9 de junho, o obituário tem como título “Prefeito do Brasil se tornou um guru global do planejamento urbano”. O texto diz que Lerner encontrou maneiras baratas de transportar pessoas por Curitiba e reviver o centro da cidade. “Jaime Lerner, o ex-prefeito de uma cidade brasileira de segunda linha, Curitiba, ganhou reputação internacional nas últimas cinco décadas ao promover maneiras mais gentis e menos dispendiosas de reorganizar a vida urbana. Curitiba (pronuncia-se koo-ree-chee-bah) sofreu com as pragas urbanas usuais, incluindo engarrafamentos, poluição e deterioração do centro da cidade, quando Lerner se tornou prefeito em 1971. A construção de um metrô exigiria décadas de construção perturbadora a um nível proibitivo de custo. O Sr. Lerner, um arquiteto, decidiu que não havia razão para o metrô ser subterrâneo. Ele construiu uma rede de corredores exclusivos para ônibus com estações tubulares de plástico, semelhantes a plataformas de metrô, onde as pessoas pagavam antecipadamente para embarcar rapidamente. Para atrair as pessoas ao centro da cidade, Curitiba criou calçadões e convidava as crianças a pintar nas manhãs de sábado. Enviar caminhões de lixo para favelas era difícil e caro. Sr. Lerner descobriu que era mais barato persuadir os pobres a entregar seu lixo em pontos de coleta em troca de alimentos. Ele promoveu a reciclagem, as ciclovias e o que ele chamou de ‘acupuntura urbana’, um edifício peculiar ou característica de rua que atrai visitantes e revitaliza um bairro. Um exemplo é a Ópera de Arame de Curitiba, feita de tubos de aço”, diz uma parte do obituário do Wall Street Journal.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X