Estabelecimentos do setor de eventos de Curitiba testam o Check-in Seguro para voltar a movimentar economia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

O novo programa permite verificar se os frequentadores de um estabelecimento tiveram contato com pessoas que tenham testado positivo para Covid-10. (Foto: Divulgação)

Depois de 16 meses sem atividades, o tradicional Espaço Klaine, em Santa Felicidade, realizou neste mês o primeiro evento teste utilizando o sistema Check-in Seguro. O programa da prefeitura de Curitiba permite verificar se os frequentadores de um estabelecimento tiveram contato com pessoas que tenham estado no mesmo local, dia e horário e que tenham teste positivo de Covid-19 ou que venham a testar positivo posteriormente.

Nesta etapa de testes, o programa tem caráter educativo e busca a conscientização da sociedade. Grande parte dos convidados e a equipe de funcionários e de prestadores de serviço foram cadastrados pelo sistema público. Na avaliação do proprietário do espaço, o engenheiro Geraldo Klaine, a experiência foi muito boa. “Será a melhor ferramenta para o retorno das atividades”, disse Klaine, que manteve a contratação dos 11 funcionários durante toda a pandemia.

O programa Check-in Seguro está operando em caráter educativo para a conscientização da sociedade. (Foto: Luiz Costa/SMCS)

Segundo Klaine, que atua no segmento há 11 anos, a retomada das atividades resultou em alterações. “O setor carecia de mudanças. Agora todos que sobrevivemos à pandemia temos que trabalhar de forma muito profissional, cuidadosa e segura, temos que zelar pela higiene de todos em todas as etapas. Quanto mais seguro, melhor será a recuperação”, analisa. Ele conta que os eventos voltaram a ser agendados numa intensidade nunca vista. O Espaço Klaine só tem vagas nos fins de semana em 2023. Por isso, ele está incentivando as pessoas que procuram o local para que façam seus eventos nos dias da semana, como as sextas-feiras e domingos.

Ele reconhece que nesta retomada os estabelecimentos têm uma responsabilidade porque quando se coloca pessoas numa pista de dança, elas tendem a se aglomerar. O espaço preparou um vídeo que deverá ser usado sempre que a equipe observar que as pessoas estão desrespeitando os protocolos. A mensagem é para lembrar os convidados que é preciso manter o distanciamento e o uso da máscara todo o tempo.

O cadastro é feito pelo e-Cidadão, sistema de cadastro único de Curitiba, e pode ser usado por residentes e visitantes. (Foto: Hully Paiva/SMCS)

Para evitar que alguém fique impossibilitado de usar o acessório, o espaço também oferece máscaras aos participantes do evento. E quando necessário, os convidados são abordados por alguém da equipe que pedirá que a pessoa volte a colocar a máscara.

Primeira festa de casamento pós-pandemia

O casal Thiago e Janaína Pereira foi o primeiro a testar o Check-in Seguro na sua festa de casamento. “Dentre os nossos amigos, acho que o nosso casamento foi um dos primeiros desde a pandemia”, contou o engenheiro mecânico de 35 anos. Ele e Janaína, economista de 29 anos, pretendiam celebrar a união em abril de 2020, duas semanas depois de a cidade ter sido colocada em situação de emergência devido à pandemia. Eles chegaram a remarcar a festa outras três vezes. Para viabilizar o evento, diminuíram o número de convidados e o espaço onde a festa foi realizada estava preparado para receber os 160 convidados. A ideia inicial era convidar 250 pessoas.

Para garantir a segurança de todos durante a festa, foi feita a aferição da temperatura de todos e os convidados e oferecido um recipiente com álcool em gel para uso durante a comemoração. Também havia tapete sanitizante na entrada do salão, no ponto onde os convidados previamente cadastrados faziam o Check-in Seguro. Todas as mesas também tinham álcool em gel. Os noivos abriram mão da pista de dança. Todos os funcionários permaneceram com máscara e a proteção facial (face shield).

Os convidados passam por aferição da temperatura e higienização das mãos com álcool em gel. (Luiz Costa/SMCS)

Novo jeito de cozinhar

A chef de cozinha Natália Konzen, que trabalha no Espaço Klaine há seis anos, precisou se adaptar às novas formas de cozinhar. “Precisamos mudar a cozinha para fornecer a ventilação e refrigeração ideais. Lá dentro, usamos face shield, máscaras, lavamos as mãos o tempo todo e somos muito cuidadosos com o preparo dos alimentos. Tem que ser dessa maneira, para garantir a segurança”, destaca ela, que coordena uma equipe fixa de quatro cozinheiros, e contrata funcionários adicionais em dias de evento. Natália faz parte da equipe fixa da casa de eventos e permaneceu empregada durante a pandemia.

Além das casas de festas, o Check-in Seguro pode ser utilizado por academias, canchas para a prática de atividades esportivas e restaurantes, que totalizam cerca de 5,5 mil estabelecimentos em Curitiba. O restaurante Dona Helena, no Alto da XV, atende em torno de 180 clientes por dia, e utiliza a ferramenta há mais de um mês.

LEIA TAMBÉM:

O proprietário do estabelecimento, Daniel Esmanhotto, explica que foram distribuídas mais de 90 plaquinhas com o código QR em todas as mesas. Nelas também foi incluída uma breve explicação sobre o que é o Check-in Seguro e um passo a passo para utilizá-lo. “A plaquinha com a explicação foi muito importante, porque o público ainda não conhece o Check-in Seguro, e alguns ficam com medo de usar, de fornecer os dados pessoais. Então muitos ainda não fazem o check-in por medo e desconhecimento, mas com o tempo mais pessoas podem aderir”, conta Daniel.

O cadastro é feito pelo e-Cidadão, sistema de cadastro único do município, desenvolvido de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), e pode ser usado por residentes e visitantes. Os dados coletados com o check-in serão utilizados exclusivamente para a identificação dos cidadãos com diagnóstico confirmado para Covid-19 e monitoramento dos contatos.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X