Ex-presidente da OAB-PR defende Moro e critica ministros do STF

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

A ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia. (Wilson Dias/Agência Brasil)

O advogado José Lucio Glomb, ex-presidente da OAB-PR e ex-conselheiro da OAB nacional, fez duras críticas à ministra do STF, Cármem Lúcia, pelo voto decisivo que declarou Sergio Moro parcial durante sua atuação como juiz da Operação Lava Jato. Em mensagem encaminhada nesta quarta-feira (24) ao Movimento Pró-Paraná, ele avaliou que Moro ousou desafiar a poderosíssima gangue que roubou o Brasil. Também não poupou críticas à conduta do ministro Gilmar Mendes, que, segundo Glomb, usou com veemência, argumentos fundados em prova ilícita para tentar convencer seus pares, mostrando-se um juiz que queria condenar a qualquer custo.

O ex-presidente da OAB-PR e ex-conselheiro federal da OAB nacional José Lucio Glomb. (Foto: Arquivo pessoal)

Leia a íntegra da nota:

“Sergio Moro ousou desafiar, com seu trabalho, a poderosíssima gangue que roubou o Brasil. Poderosíssima mesmo. Trabalhou muito, saiu da magistratura para ser Ministro da Justiça (errou ao sair, como eu disse aqui no grupo à época) e foi enganado, pois tinha por objetivo contribuir para a melhoria da legislação, para evitar a corrupção. Não conseguiu, pois o Presidente tinha mais interesse em defender seus filhos. Deixou uma carreira promissora, ficou sem emprego. Ninguém o acusa de obter qualquer vantagem. E sofre um julgamento onde o Ministro Gilmar Mendes, visivelmente parcial, mostrou-se determinado, publicamente, a condená-lo, humilhando-o em rede nacional. Sem que Moro sequer tivesse oportunidade de defesa. Não é essa a Justiça que desejo. Hoje perdemos um pouco a esperança de ver um país melhor. Mas ainda existe o amanhã!”.

LEIA TAMBÉM:

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

3 comentários em “Ex-presidente da OAB-PR defende Moro e critica ministros do STF”

  1. Submissa ao discurso de ódio do Gilmar Mendes (aquilo não foi um voto), Carmen SEPULTOU por 50 anos a possibilidade de indicação de outra mulher ao STF, ela é igual a todos, perdeu a chance de provar que as mulheres são poderosas: NÃO são! Carmen, quando voltar para sua MG entrará para o lixo da história.

  2. Parabéns pelo belo comentário sobre o tenebroso momento em que vivemos. Espero que tenhamos um amanhã melhor, e que está corja encastelada no STF, com as substituições que virão com o tempo, possam realmente desempenhar o papel que lhe cabe, ou seja, guardião da Constituição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X