Exclusivo: Sede da Copel deve abrigar Cidade da Polícia a partir de agosto

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Reinaldo Bessa

Com a mudança da sede da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) para o Mossunguê, o prédio deverá abrigar a estrutura da Cidade da Polícia. (Foto: Divulgação/Copel)

O bairro do Batel deverá ganhar um reforço e tanto na segurança a partir de agosto. Com a transferência da Copel para o Mossunguê, o prédio da companhia passará a ser usado pela estrutura da Secretaria de Segurança Pública do estado, segundo informou com exclusividade ao portal uma fonte do governo estadual. Com o anúncio da mudança de endereço da estatal de energia elétrica no início do ano, também noticiada pelo portal, o imóvel foi colocado em leilão público com valor mínimo de R$ 32,5 milhões.

Procurado, o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, não quis dar entrevista, mas enviou uma nota em que admite a mudança do Centro Cívico para o Batel. “Conforme Plano de Governo do Estado, face às necessidades de espaço para atender as atividades laborais da Secretaria da Segurança Pública (Sesp) foi desenvolvido o conceito da Cidade da Polícia, a qual teve os seus projetos executivos licitados, no entanto, em razão da demanda judicial entre as empresas participantes do processo licitatório, a execução e continuidade aguarda decisão por parte do Poder Judiciário. Neste sentido, a Sesp precisou pensar em uma solução que atendesse às necessidades imediatas e iniciou pesquisas no âmbito da cidade de Curitiba, em busca de um imóvel com as características necessárias para integrar as instituições de segurança pública. Após vencer a busca por imóveis públicos, a Sesp partiu para os particulares e, neste momento, encontrou o prédio da Copel em leilão. Em razão da disponibilidade do imóvel da Copel, a Secretaria da Segurança Pública demonstrou interesse público adequado às necessidades do Órgão e, com a chancela do Governo do Estado, seguem as tratativas para viabilizar o projeto de integração das Forças de Segurança do Estado”, diz a nota na íntegra sem detalhar quais e quantos órgãos da pasta migrarão para o novo endereço.

Com o anúncio da mudança de endereço da estatal de energia elétrica no início do ano, o imóvel foi colocado em leilão público com valor mínimo de R$ 32,5 milhões. (Foto: Portal Reinaldo Bessa)

A sede da Copel, na Rua Coronel Dulcídio, entre a Avenida do Batel e a Rua Comendador Araújo, possui 11 andares distribuídos em 8,7 mil metros quadrados. Nela funcionam atualmente a holding do Grupo Copel e as subsidiárias integrais Copel Geração e Transmissão, Copel Mercado Livre e Copel Distribuição. Toda essa estrutura começará a ser transferida para o chamado Polo Km 3, no bairro Mossunguê, às margens da BR-277. A previsão é que a mudança ocorra em agosto ou, no máximo, em setembro. Dos cerca de 460 funcionários lotados na sede, aproximadamente 100 estão dando expediente no local. Os demais estão trabalhando em home office desde o início da pandemia.

LEIA TAMBÉM:

Fim de uma dor de cabeça

Com a provável mudança da Secretaria da Segurança para lá os moradores do entorno verão finalmente o fim de uma das maiores dores de cabeça para quem vive na região: as constantes aglomerações e badernas até altas horas promovidas pelos frequentadores de alguns bares que funcionam no vizinho Shopping Hauer. Com a polícia do outro lado da calçada, tudo indica que o problema já tem data para acabar.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

1 comentário em “Exclusivo: Sede da Copel deve abrigar Cidade da Polícia a partir de agosto”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X