Executivo curitibano deixa área de inovação do governo do PR para assumir empresa japonesa de tecnologia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Da Redação

Henrique Domakoski foi superintendente geral de inovação do governo do Paraná nos últimos dois anos. (Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo)

O administrador de empresas curitibano Henrique Domakoski está assumindo o papel de sócio-diretor da Shape, desenvolvedora de software da indústria 4.0 nascida por iniciativa do conglomerado nipônico Mitsui, dono da petroleira Modec. Domakoski se soma à Shape com a missão de desenvolver comercialmente a nova marca, fazendo com que seus produtos se tornem ferramentas que proporcionem aos usuários excelência em gestão e racionalização de custos.

Conhecido profissionalmente por sua veia inovadora, Domakoski, de 36 anos, foi superintendente geral de inovação do governo do Paraná nos últimos dois anos. Sua atuação impulsionou a geração de renda nas estatais paranaenses. Além de linhas de financiamento específicas, ele fomentou a realização de hackathons – as maratonas de programação que estimulam a criação de novas soluções – e congregou nove ecossistemas de inovação do estado.

Uma de suas iniciativas no cargo foi o aplicativo PIÁ (Paraná Inteligência Artificial), que une centenas de serviços do governo em um só lugar. Baseado em inteligência artificial, a ferramenta é capaz de dialogar com os usuários e atender suas demandas. De acordo com Domakoski, o uso do aplicativo reduz o custo médio por serviço estatal prestado de R$ 40 para R$ 1,60.

LEIA TAMBÉM:

“Um legado que fica da atuação na iniciativa pública é esse apoio ao empreendedorismo inovador, uma prioridade do atual governo. No eixo interno, priorizamos a digitalização do estado por meio do aplicativo PIÁ, que reduz radicalmente o custo dos serviços públicos. Também demos início ao trabalho para mudar a mentalidade quanto a esse tipo de atendimento”, diz.

Formado em Direito e em Administração de Empresas, com especialização no MIT, ele também integra o conselho do Programa de Aceleração de Startups da Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná). Também foi o criador do Troc, um brecho online voltado para a compra e venda de roupas usadas de alta qualidade. Criado a partir dos conceitos de inovação trazidos de sua experiência internacional, o Troc teve parte da operação comprada recentemente pelo grupo Arezzo&Co.

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:

Veja Também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

X